Ceclin
jan 05, 2015 0 Comentário


Frente se reúne e planeja protesto sobre o possível aumento nas Passagens de Ônibus

MÃOS AO ALTO, VEM AÍ MAIS UM ASSALTO

Mal começou o ano e o governo Paulo Câmara (PSB) junto com os donos das empresas de ônibus já planejam mais um aumento no preço das passagens.

aumento nas Passagens de Ônibus protestos recifeA população da Região Metropolitana do Recife está cansada de Terminais Integrados lotados, sem ônibus, que mais parecem currais integrais, pois trata o povo de forma deplorável assim como o gado. Milhares de viagens são roubadas diariamente, pois as empresas não colocam toda a frota em circulação. Assim, faltam ônibus. Sobram irregularidades. Prova disso é que existem mais de 200 procedimentos no Ministério Público e uma ação civil pública impetrada pelo Ministério Público do Trabalho.

Ainda assim, nas jornadas de junho de 2013, o então governador Eduardo Campos afirmava que não poderia ter redução no preço das passagens. Todavia, a mobilização da juventude e a pressão popular conseguiram reduzir o valor (após mais uma desoneração do PIS/COFINS na folha). Desde aquele momento, o governo se comprometeu com a implementação do Passe Livre e da Tarifa Única na Região Metropolitana, bandeiras que defendemos há anos e foram também promessas de campanha de Paulo Câmara, no entanto, o que o governador eleito pretende é mais um aumento nas passagens acima, inclusive, da inflação e do IPCA.

De outro lado, a Frente de Luta pelo Transporte Público – PE tem tentado, desde os protestos de 2013, a instalação de uma CPI (na Câmara Municipal e na Assembleia Legislativa), uma das formas para a abertura da caixa preta das empresas ônibus e do Consórcio Grande Recife, mas o governo articulou para impedir que a sociedade tenha acesso à caixa-preta do Transporte. Precisamos saber quais os custos do sistema metropolitano de transporte, exigimos transparência, principalmente quando o governo já anuncia um novo aumento sem sequer publicizar as razões. Como funciona a Câmara de Compensação? Mesmo com a desoneração e isenção de muitos impostos para as empresas é necessário mais aumento? Acreditamos que não e por isso já fizemos vários atos, mas não obtivemos nenhuma resposta do Poder Público que avançasse nessas questões.

O Transporte Público deve ser um direito relacionado ao ir e vir do povo, indispensável para sua mobilidade, suas atividades de trabalho, lazer, cultura e estudos. Os corredores exclusivos para o transporte coletivo ficaram apenas nas peças de publicidade do Governo. É preciso lembrar das péssimas condições de trabalho dos motoristas e cobradores que trabalham em jornadas exaustivas e sem terem seus direitos todos garantidos. Como podem as empresas e governos quererem mais aumento?!

Frente a esta ameaça, convocamos a todas e todos para o “JANEIRO DE LUTA PELO TRANSPORTE PÚBLICO”. Estaremos, através das redes sociais, dos espaços de debate e de manifestações nas ruas, mobilizados contra mais um aumento injusto e abusivo.

Convocamos estudantes, jovens, usuários/as do transporte, motoristas, cobradores/as, metroviários, toda a sociedade e movimentos sociais para nossa Plenária nesta segunda-feira, às 19h, no DCE da UNICAP para definirmos nossos próximos passos.

Frente de Luta pelo Transporte Público de Pernambuco,
Recife, 04 de janeiro de 2014.

Confira AQUI a fala do novo Secretário das Cidades do Governo de PE