• Ceclin
ago 07, 2019 0 Comentário


FormaSUS-PE acolhe 114 bolsistas de cursos superiores

O governo do estado oferece bolsas de estudo integral na área de saúde para alunos de escolas públicas. Crédito: Marlon Diego Esp DP

O governo do Estado oferece bolsas de estudo integral na área de saúde para alunos de escolas públicas. Crédito: Marlon Diego Esp DP

Os 114 estudantes classificados para o Programa de Formação do Sistema Único de Saúde (FormaSUS-PE) 2019 terão, nesta quarta-feira (07/8), suas bolsas de estudo homologadas. O acolhimento aos novos alunos ocorre a partir das 14h, na sede da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), no bairro do Bongi, com a presença do secretário estadual de Saúde, André Longo, e da secretária executiva de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, Ricarda Samara. As bolsas são destinadas a estudantes da rede pública de ensino do Estado ou bolsistas integrais da rede particular.

“Em 2019, o FormaSUS-PE ampliou em 10% o número de bolsas disponíveis em cursos superiores, passando de 104 em 2018, para 114. Isso mostra o sucesso do programa, instituído em 2013, e o compromisso do Governo do Estado em continuar oferecendo bolsas integrais de estudo na área da saúde para alunos da rede pública”, pontua o secretário estadual de Saúde, André Longo.

No processo seletivo de 2019, foram 3.212 inscritos. Desses, 35% foram para o curso de enfermagem, com 1.131 candidatos. O segundo curso com maior número de inscrições foi o de medicina, com 862 candidatos (27%), seguido de fisioterapia, cujo total de candidatos foi de 423 (13%). O curso mais concorrido foi o de psicologia, com de 134 candidatos/vaga, seguido por medicina, com 71,83/vaga, e nutrição 56,5/vaga.

“O Programa tem contribuído para a democratização do acesso ao ensino superior e técnico em saúde, além de incentivar a formação de trabalhadores para atuar no Sistema Único de Saúde, como pode ser observado com a inserção de egressos do FormaSUS-PE nos programas de residência e em diversos serviços de saúde do Estado”, ressalta a Diretora Geral de Educação na Saúde da SES-PE, Juliana Siqueira.

As bolsas de estudos integrais tem validade por todo o período do curso, e estão distribuídas em instituições de ensino superior localizadas em seis municípios pernambucanos: Recife, Olinda, Caruaru, Nazaré da Mata, Vitória de Santo Antão e Belo Jardim. Além das vagas em cursos superiores, lançadas anualmente, o FormaSUS-PE também disponibiliza, a cada dois anos, bolsas em cursos técnicos na área de saúde. O próximo edital dessa última modalidade será lançado em 2020.

A seleção e classificação dos candidatos ocorreu a partir da média geral do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o edital do processo seletivo foi lançado em maio deste ano pelo governador Paulo Câmara. As bolsas são destinadas a estudantes da rede pública de ensino do Estado ou bolsistas integrais da rede particular, para dez cursos de graduação em Saúde em 15 instituições privadas de ensino.

Este ano, ao todo, foram disponibilizadas 12 vagas para cursos de medicina, 73 de enfermagem, 3 de biomedicina, 4 de farmácia, 13 de fisioterapia, 2 de nutrição, 2 de odontologia, 1 de tecnólogo em radiologia, 1 de psicologia e 3 de serviço social. As bolsas integrais, estimadas em um valor total de R$ 7,5 milhões, são uma contrapartida das instituições de ensino privadas que utilizam as unidades da rede estadual de saúde como campo de estudo e prática para a formação de seus estudantes.

Aproximadamente, a cada dez vagas que uma instituição privada solicita para estágio curricular na rede estadual de Saúde, uma bolsa integral é criada para alunos da rede pública, equivalente a 10%.

Diário de PE