• Ceclin
jul 18, 2019 0 Comentário


Fiscalização nos ônibus de Vitória assegura respeito aos idosos

Dentre algumas irregularidades identificadas, as empresas envolvidas foram notificadas pelos órgãos públicos.  Fotos: Divulgação

Dentre algumas irregularidades identificadas, as empresas envolvidas foram notificadas pelos órgãos públicos. Fotos: Divulgação

Nas manhãs dos dias 10 e 15 de julho, foram implantados bloqueios no trânsito que circunda a Praça Severino Ferrer de Moraes (Praça do Fórum), na Avenida Dom João Costa (defronte ao Cemitério) e na Rodovia PE-45 – altura do Bairro do Lídia Queiroz, localidades do Município da Vitória de Santo Antão, com objetivo de fiscalizar e conscientizar os motoristas e os usuários do transporte coletivo vitoriense acerca da atenção dedicada ao público da terceira idade.

Esse trabalho educativo contou também com vistoria nas poltronas padronizadas dos ônibus e os adesivos de prioridade, em obediência ao Estatuto do Idoso e ao Estatuto das Pessoas com Deficiência, constatando as denúncias, estas acabaram registradas na Ouvidoria do Escritório local dos Direitos Humanos. Dentre algumas irregularidades identificadas, as empresas envolvidas foram notificadas pelos órgãos públicos.

As empresas de ônibus que fazem a Linha Outeiro e Terra Preta, os motoristas estavam sem a carteira de habilitação (CNH). A fiscalização foi autorizada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), contando com o pessoal da AGTRAN, da Guarda Municipal, da Secretaria Municipal de Defesa e Segurança Cidadã, bem como a equipe do Escritório Vitoriense dos Direitos Humanos. Repórteres da TV Vitória acompanharam os trabalhos e as pessoas entrevistadas nos ônibus e nas ruas parabenizaram a fiscalização, reconhecendo a parceria do Governo e da sociedade civil organizada.

Professores de Artes Marciais recebem título de cidadão vitoriense 

Professores de Artes Marciais recebem título de cidadão vitoriense

Os professores de Artes Marciais e outras modalidades de esportes, Antonio Amaro e Carlos Almir de Lima, há décadas formaram muitas gerações de atletas, capacitando-os para representarem Vitória de Santo Antão em campeonatos e torneios a níveis nacional e internacional. Vitória acolheu os dois excelentes profissionais como filhos da terra de Mariana Amália, através da proposição do vereador André de Bau (PSC), que foi aceita pela unanimidade dos vereadores. A entrega do Título de Cidadão Vitoriense se deu na noite do último dia 11 de julho, em sessão solene no Plenário da Casa Diogo de Braga. A iniciativa trata-se do reconhecimento aos homenageados pelos relevantes serviços prestados à Vitória e região. O primoroso currículo dos novos cidadãos vitorienses, altruístas e abnegados, mesmo com falta de recursos oficiais, recebendo doações e apoios voluntários às suas atividades esportivas, formaram profissionais que com luta e determinação trouxeram muitas medalhas para Vitória. A doutora Joseneide Adriana, presidente do Escritório Vitoriense dos Direitos Humanos, visivelmente emocionada, naquela sessão se expressou para parabenizar os novos cidadãos vitorienses.

Evangélicos compõem Comissão da Cidadania 

Após registro no livro de ata, a Dra. Juliana Gabryelle e o Presbítero Antonio Alves, membros da Igreja Evangélica Congregacional, tomaram posse como representantes das Igrejas Evangélicas nessa cidade e também na Comissão Permanente da Cidadania em Vitória de Santo Antão. A Dra. Juliana assumirá o Departamento Jurídico e o Presbítero Antonio, o Departamento de Ensino, respectivamente.