Ceclin
jul 31, 2012 0 Comentário


Ferramenta permite ao usuário do Facebook se declarar doador de órgãos

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e o vice-presidente do Facebook para a América Latina, Alexandre Hohagen, lançaram nesta segunda-feira (30) no Brasil uma ferramenta que permite ao usuário da rede social se declarar doador de órgãos. Na prática, isso não muda em nada a regra de hoje, e a decisão de doar continuará nas mãos da família.

Por enquanto, só conseguirá adicionar esse status de doador quem já aderiu à “linha do tempo” do site, versão mais nova e completa de perfil de usuário. Mas nas próximas semanas a empresa migrará compulsoriamente o perfil de todos os usuários que ainda não usam o novo formato. Para ativar a nova ferramenta, o usuário deve acessar sua “linha do tempo”, clicar em “evento cotidiano”, selecionar “saúde e bem-estar”, optar por “doador de órgãos”, escolher o grau de privacidade e salvar.

Enquanto incentiva a doação de órgãos via Facebook, o Ministério da Saúde comemora os novos dados: o número de transplante no Brasil aumentou 37% nos primeiros quatro meses deste ano em relação ao mesmo período de 2011- 7.993 contra 5.842 procedimentos.

Nesta mesma comparação de tempo, o número de doadores também cresceu 29%, atingindo a média de 13,6% doadores por milhão de pessoas. Essa porcentagem supera a meta da Pasta, marca esperada só para 2013. No ano passado, o índice era de 11,4 doadores por milhão de pessoas.

Com informações da Agência Estado