Ceclin
ago 05, 2016 0 Comentário


Feriado em Vitória relembra descaso com o Monte das Tabocas

Os 371 anos da Batalha do Monte das Tabocas contou com eventos civis e religiosos durante  a terça-feira (02/8) e quarta feriado (03) em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. A primeira atividade foi promovida pelo Instituto Histórico e Geográfico da Vitória de Santo Antão (IHGVSA), em sessão solene no Teatro Silogeu José Aragão.  O aniversário fez referência a data histórica para o dia que marcou o início da expulsão holandesa do território nacional em 03 de agosto de 1645, numa disputa entre soldados nativos diante de um exército estrangeiro estruturado.

O presidente da instituição, professor Pedro Ferrer, abriu a celebração enaltecendo os heróis de Tabocas e, fez apropriadas cobranças pela valorização da cultura local aos nossos atuais e futuros gestores para que estes tenham mais respeito ao nosso Patrimônio Material e  Imaterial. “Sem Tabocas não haveria Guararapes! O nosso Instituto cumpre mais uma vez seu dever de enaltecer esta data histórica e o faz sem qualquer comprometimento partidário. Entendemos que Vitória detém potencial histórico-cultural muito superior as demais cidades da região, por isso, esperamos que os gestores eleitos não dêem as costas à nossa cultura”, vaticinou diante do teatro lotado. ASSISTA VÍDEO acima.

Monte Tabocas IHGV 2016

A solenidade contou com a palestra da professora Luciene Freitas, sobre o Nativismo em Martha de Hollanda (nobre mulher vitoriense que marcou época em Vitória,  no início do século 20). Na sequência, fez homenagem de despedida ao Pastor Ozéas Correia dos Santos (1ª Igreja Batista da Vitória), religioso que após 36 anos deixa a cidade; além de outorgar a medalha Dr. Djalma Raposo, idealizador e co-fundador do Museu.

Durante o feriado, Vitória repetiu seu tradicional ato cívico no início da manhã na Praça do Anjo, no bairro do Livramento, seguida por uma corrida até o Monte das Tabocas feita por atletas vitorienses, tendo também a procissão com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, finalizando com missa campal instalada no Sítio Histórico.

pageMonte 2016