Ceclin
ago 17, 2015 0 Comentário


Falta de juízes gera acúmulo de processos nas Varas de Gravatá, diz Washington Amorim

Waschington-AmorimO presidente da Subseccional OAB da Vitória de Santo Antão, Washington Amorim, encaminhou ao presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Frederico Neves, ofício solicitando a urgente designação de juízes para as três Comarcas de Gravatá, no Agreste.

Pela falta de magistrados, os processos se acumulam em Gravatá – são 10.231 processos na 1ª Vara Cível, 10.139 na 2ª Vara Cível e 3.931 na Vara Criminal. No ofício, além da designação de juízes para a Comarca de Gravatá, o presidente da OAB-Vitória, também destaca a importância da realização de mutirões para atender a crescente demanda.

O advogado relatou ainda junto ao TJPE que as duas Varas Cíveis de Gravatá têm sido substituídas por magistrados para atuarem apenas em dois dias da semana, o que segundo o mesmo, não minimiza o alto volume de processos na Comarca.