Ceclin
mar 29, 2016 0 Comentário


Exames citológicos não são realizados em Carpina por falta de autorização

rede ok

Um consultório de citologia foi inaugurado há sete meses no Centro de Carpina, na Zona da Mata Norte, mas nunca começou a funcionar. A iniciativa da diretoria da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Carpina depende de uma autorização da Secretaria Municipal de Saúde para destinação do lixo hospitalar, que ainda não foi disponibilizada. De acordo com a presidente da Rede Feminina, Marilda Santana, um ofício foi enviado à Secretaria solicitando a liberação para o descarte do material. Como resposta, recebeu uma declaração em papel timbrado da secretária de Saúde, Cássia do Moinho, mas sem assinatura. O consultório permanece fechado.

Foram adquiridos cerca de R$ 2 mil em materiais recicláveis para a realização dos exames citológicos, que estão perdendo a validade sem a liberação. Os dias de espera impedem que o diagnóstico precoce do câncer de colo de útero, por exemplo, seja realizado. Os exames seriam realizados em Carpina e o material coletado seria enviado para o Hospital do Câncer de Pernambuco (HCP), no Recife. Caso o diagnóstico fosse confirmado, a paciente já teria vaga garantida na unidade de saúde. Cássia do Moinho não foi encontrada para comentar sobre o caso.

Rádio Jornal