Ceclin
out 28, 2014 0 Comentário


Ex vereador de Escada é vítima de uma prisão arbitrária que envergonha a Justiça pernambucana

O ex-vereador de Escada Orlando Melo (PT), foi detido no último domingo (26) em Primavera, na Mata Sul,  após ter sido pego com materiais de campanha da candidata a presidente Dilma Rousseff em seu veículo.  O ex-parlamentar foi levado até a Delegacia para prestar esclarecimentos, e em seguida transferido para o Presídio da Vitória de Santo Antão, por ter sido acusado pelo crime de boca de urna. O petista encontra-se detido e deve ser liberado nesta terça-feira (29). Atualmente, Orlando Melo é Ouvidor da Prefeitura de Escada, sob a gestão do Prefeito Lucrécio Gomes.

A detenção foi arbitrária, segundo os seus advogados, pois em nenhum momento foi expedido Mandado de Prisão ou aberto qualquer inquérito que permitisse a defesa do acusado. Amigos próximos a Orlando Melo relataram ao Blog A Voz da Vitória que o ex vereador de Escada apenas estava dando uma carona para o presidente do PT de Primavera, quando foi abordado pela PM e teve todos os adesivos que estavam colados em seu veículo arrancados abruptamente.

De Primavera, o levaram para a Delegacia da Vitória de Santo Antão acusado de “boca de urna” e num ato arbitrário, sem qualquer justificativa baseada na Lei, levaram o petista Orlando Melo precipitadamente para o Presídio da Vitória sem qualquer comunicação formal a sua família. Uma prisão injusta, covarde e vergonhosa, que merece uma séria investigação da Corregedoria da Secretaria de Defesa Social e do Ministério Público de Pernambuco, bem como uma explicação da representação da Justiça Eleitoral do município de Primavera.