Ceclin
fev 03, 2021 0 Comentário


Ex-prefeito Aglailson Júnior rebate críticas da atual gestão de Vitória

O ex-prefeito da Vitória de Santo Antão José Aglailson Queralvares Júnior (PSB), lamentou as declarações da atual gestão municipal na noite da última segunda-feira (01.02), quando o prefeito Paulo Roberto (MDB) e sua equipe apresentaram o diagnóstico de como receberam a Prefeitura.

Ao tomar conhecimento das informações de que o Município estaria com “obras inacabadas e inúmeros problemas herdados”, além de déficit no Vitória Prev – Instituto de Previdência dos Servidores Municipais – , Aglailson apresentou em nota as reais condições de como encontrou a Prefeitura em 01 de janeiro de 2017 e de como entregou a administração municipal em 31 de dezembro de 2020.

Confira NOTA enviada ao A Voz da Vitória:

Em janeiro de 2017 quando assumimos a Prefeitura da Vitória de Santo Antão, o cenário encontrado por nossa gestão foi de dívidas com os servidores municipais (salários, décimo terceiro e empréstimos consignados não repassados aos bancos), com fornecedores, empresas prestadoras de serviços, além de um sucateamento total na saúde, educação e principalmente na infraestrutura de toda cidade. Encontramos mais de 140 milhões de Reais em dívidas, além de um saldo negativo de mais de 4 milhões de Reais na previdência municipal, deixadas pela antiga gestão que o atual prefeito e vice eram secretários.

Um exemplo que podemos dar é no âmbito da saúde, não existiam ambulâncias nem veículos de apoio. Renovamos toda frota adquirindo mais de 80 veículos novos, deste mais de 50 ficaram à disposição do setor, ainda compramos 11 novos prédios que hoje pertencem ao Município. As escolas funcionavam em péssimas instalações, algumas estavam com risco de desabamento, realizamos reformas em 12 unidades e garantimos manutenção nas demais, bem como adquirimos novas bancas, material didático e reativamos o transporte universitário.  Asfaltamos importantes vias, calçamos mais de 150 ruas e resgatamos a auto estima dos moradores da zona rural com a recuperação das estradas e aquisição de máquinas.

No decorrer destes últimos quatros anos (2017/2020), nos dedicamos diariamente para driblar as dificuldades encontradas, pagar as dívidas deixadas e garantir crédito na praça. Saímos pela porta da frente honrando como sempre os nossos compromissos, deixamos ainda aproximadamente 80 milhões de Reais nos cofres da Prefeitura, deste total mais de 28 milhões na conta da Previdência Municipal.

Seguem as cópias dos extratos bancários: