Ceclin
set 30, 2009 0 Comentário


Equipes voltam a se enfrentar

Vera Cruz e Santa Cruz jogam hoje, no Carneirão, em Vitória de Santo Antão

GUSTAVO PAES

A goleada de 5×0 aplicada no último domingo, contra o Vera Cruz, no Arruda, serviu para mostrar que o empate sem gols diante do União Bandeirantes foi apenas um acidente de percurso, causado, principalmente, pelo campo de jogo em Catende. Hoje, às 20h, o Santa Cruz enfrenta o time de Vitória de Santo Antão pela segunda vez consecutiva, agora no Carneirão, casa do adversário. O Mais Querido tem mais uma oportunidade para demonstrar que sobra tecnicamente com relação aos adversários do grupo B da Copa Pernambuco, o qual lidera com sete pontos conquistados, além de sete gols marcados e nenhum sofrido.

Obviamente, a equipe coral não espera encontrar nenhum tapete no Carneirão. Porém, também não acredita que vai ter pela frente algo tão traumatizante quanto o gramado do Estádio Luiz XIII, em Catende. “Sabemos que vamos encontrar um campo menor, com um gramado que não tem tanta qualidade quanto o do Arruda, mas não é como o estádio de Catende”, afirmou o treinador interino do clube, Dado Cavalcanti. “Vamos ter condições de colocar a bola no chão e colocar em prática o nosso futebol”, completou.
Quem está rindo à toa, louco para entrar em campo, é o atacante Gaúcho. Motivado após a estreia arrasadora, quando marcou quatro dos cinco gols corais na partida, o jogador acredita que vai ser difícil repetir a dose, mas vai lutar para ter mais um bom desempenho com a camisa coral. “Não é fácil fazer quatro gols em um único jogo. Com certeza eu quero balançar as redes, e novamente ter um bom desempenho, mas sem afobação. O importante é ajudar o time a conquistar uma nova vitória”, disse.

VERA CRUZ
A equipe do técnico Caio Simões busca a revanche na noite de hoje. Para o treinador, o fator casa pode ser fundamental para modificar o panorama do confronto. “Estamos jogando em casa, portanto nós temos que correr mais, a superação é muito importante nesse momento”, declarou. Além da mudança na postura dos atletas, Simões também pode mexer em algumas peças, e até mesmo no esquema tático. “Podemos manter o 3-6-1 que foi utilizado no Arruda ou partir para o 3-5-2, com mais um atacante. Temos também uma dúvida no ataque, pois o Douglas levou uma cotovelada e, se sentir dores, pode dar lugar ao Dal”, explicou.
Vera Cruz
Léo; Vitor, Éverton e Pio; Juninho, Rodrigo, Diego (Washington), Kaká (Junior Silva), Misael e Douglas; Douglas (Dal)
Técnico: Caio Simões
Santa Cruz
Fernando Henrique; Gilberto Matuto, Franque, Alex Xavier e Jefferson; Anderson, Léo, Miller e Elvis; Thomas Anderson e Gaúcho
Técnico: Dado Cavalcanti
Local: Carneirão (Vitória de Santo Antão)
Horário: 20h
Árbitro: Antônio André
Assistentes: Não divulgados (Liga Local)

(Folha de Pernambuco).