Ceclin
Maio 13, 2021 0 Comentário


ENEM deverá ficar para 2022

Uma Portaria do INEP, publicada no dia 11 de Maio, no Diário Oficial da União, é mais uma evidência de que não teremos mais uma edição do ENEM ainda em 2021.

A Portaria trata das Metas Globais do INEP para o ano de 2021. Nas metas listadas não está a aplicação do ENEM. Outros exames, como o ENADE, o ENCCEJA e o CELPE-BRAS, também sob a responsabilidade do INEP, constam entre as metas, com a previsão da realização de um de cada destes exames em 2021. Sobre o ENEM consta, como meta, 100% do Planejamento e da Preparação Técnica do exame.

As Metas Globais servem para o INEP, junto com Metas Intermediárias, entre outras coisas, para o cálculo da gratificação de desempenho de servidores efetivos do órgão.

Na semana anterior, o ex-presidente do INEP, que saiu do cargo em Fevereiro, denunciou, em entrevista ao jornal O GLOBO, que o ENEM está com as providências atrasadas e que o INEP não tem orçamento para o exame deste ano (teria somente 200 milhões de Reais, dos 700 milhões necessários). A direção do INEP demitiu, nesta semana, mais dois coordenadores de áreas responsáveis pela logística do ENEM. As especulações internas é de que as demissões ocorreram para abrir espaço para que pessoas de fora do INEP ocupem os cargos/direções. A interrupção das coordenações deve atrasar ainda mais o exame.

As inscrições para o ENEM eram, tradicionalmente, em Maio, no inicio do mês, e o edital com o calendário do exame saia bem antes disto. Em 2020 saiu em Março, com todo o cronograma do exame. Este ano ainda não foi publicado o Edital do exame ENEM divulgando o cronograma. O MEC/INEP irá começar a fazer a seleção de isenções para as inscrições para o ENEM nos próximos dias, e o resultado das isenções deve sair no fim de junho, o que indica que as inscrições para o ENEM devem ficar para Junho e Julho. Cerca de dois meses de atraso em relação a anos anteriores.

por Mateus Prado, Especialista em ENEM.
[email protected]