Ceclin
mar 27, 2009 19 Comentários


Em votação apertada, reforma administrativa é aprovada

Com nervosismo de Geraldo Enfermeiro e calma de Everaldo Arruda projetos de lei são aprovados nesta quinta-feira


Desrespeitosamente José Aglailson atende celular durante discurso na tribuna da Câmara.
A reunião realizada nessa quinta-feira (26) na Casa Diogo de Braga – Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão, marcou um passo no progresso do Município, pois todos os projetos de Lei que estavam na pauta desde o início desta legislatura foram aprovados.

A Sessão Ordinária começou com mais de 15 minutos de atraso, tendo o Vereador José Aglailson (PSB) chegado com meia hora após o início da Sessão. Em seu discurso o ex-prefeito citou a Sadia e a dengue no Município; de forma irônica interrompeu o discurso para atender o celular, dizendo: “a policia já está chegando”.
No entanto, o socialista disse que quando saiu de casa alguém lhe informou que vários policiais ‘apaisanos’ estavam cercando a Câmara para massacrar os seus aliados, foi quando ele comunicou o fato ao Governador Eduardo Campos e ao chefe da Casa Civil para disponibilizar policiais para Vitória de Santo Antão.

Já o vereador Geraldo Enfermeiro (PSB), que votou contra todos os projetos, quando assumiu a tribuna, disse: “quem é de Zé do Povo, não teme a ninguém; por isso não faço discurso light”. Ele também afirmou que ficou sabendo que o vereador Duda de Pacas (PSDC) ganhou (100) cem cargos para votar a favor de todos os projetos.

Aproveitando a deixa para questionar a capacidade de seu colega alegando que o vereador Duda de Pacas, que tem apenas o segundo grau, foi quem relatou o projeto; uma vez que tinha pessoas de terceiro grau na Casa. No momento foi quando o Vereador Everaldo Arruda (PSDB), assumiu a tribuna, e disse: “Por isso, não! Pois quando o senhor era presidente o então vereador Manoel do Oiteiro foi relator de vários projetos”, provocou Everaldo.

O projeto de Lei – 004/2009 que cria uma linha de ônibus do centro da Vitória de Santo Antão com destino à Sadia na PE-50, foi aprovado por Sete votos, apenas os vereadores ‘caciques’ da oposição votaram contra, assim como no projeto de Lei nº 005/2009 que cria um Programa de Estágio que irá beneficiar estudantes do Município; já o projeto nº 003/2009 que redimensiona os salários dos servidores e estabelece o novo organograma administrativo do Poder Executivo, terminou com o resultado de além dos quatro vereadores da oposição, o aliado Sandro da Banca (PR), surpreendemente, também votou contra o projeto enviado pelo Prefeito Elias Lira (aprovado entre 6 X 5). O voto decisivo foi do vereador Novo da Banca (PSB).

por Cláudio Gomes,
repórter e editor do Blog Notícias de PE.
(

www.noticiape.com)

à pedido da Equipe de nosso Blog este fez a cobertura, diante da impossibilidade do comparecimento do Colunista Elias Martins.

LEIA MAIS: