• Ceclin
ago 31, 2018 0 Comentário


Em Vitória, sessão solene lembra legado de Duda da Passira

Casa Museu Mestre Duda da Passira será criado. Fotos: Júlio de Pipia/Cortesia

Casa Museu Mestre Duda da Passira será criado. Fotos: Júlio de Pipia/Cortesia

Uma noite de homenagens ao artista Duda da Passira. A solenidade na quinta-feira (30/8) na Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão terminou em forró, festa e emoção.

Amigos, família e fãs que tiveram a honra de conhecer o talento musical de Júlio Nunes da Silva, ovacionado para a eternidade como Duda da Passira, presenciaram na Câmara um tributo a sua memória. Além de reverenciar os cinco anos de seu falecimento, a sessão também serviu para a entrega oficial do Título de Cidadão Vitoriense (In memória), pelo qual foi representado pelo seu filho Júnior Nunes Pereira, que recebeu das mãos dos vereadores Carlos Frasão e do presidente da Casa Novo da Banca. O título honorífico havia sido aprovado pelo Legislativo em maio de 2011.

O sanfoneiro, cantor, compositor e mestre Duda da Passira, por sua obra e pela humildade em pessoa, marcou época no cenário musical nordestino. Respeitado pelos artistas afamados e admirado pelos inúmeros forrozeiros, Duda é, indiscutivelmente, uma das maiores referências musicais  da Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata pernambucana. Instrumentista desde os 09 anos de idade, tocou forró por todo o Brasil e chegou à indicação do Gremmy Internacional, na categoria musical regional. Duda faleceu na madrugada do dia 30 de agosto de 2013, no Hospital da Restauração – Recife, após uma hemorragia hepática, aos 64 anos.

Durante a solenidade, foi anunciado o Projeto para a criação da “Casa Museu Mestre Duda da Passira”, que vai armazenar uma robusta obra e a sanfona do artista que ajudou a projetar um sem números de sanfoneiros por esse Brasil afora. Duda tocou na Casa da Cultura Mundial em Berlin – Alemanha, em 1993. Fez apresentações com Luiz Gonzaga na tour Danado de Bom. Produziu e gravou mais de 2.000 trabalhos em estúdios, de artistas como Jorge de Altinho, Limão com Mel, Adelmário Coelho, Quinteto Violado, Mestre Zinho, Novinho da Paraíba e Targino Gondim.

Solenidade Duda da Passira em Vitória 2018