• Ceclin
mai 28, 2017 0 Comentário


Em Vitória, Igreja Católica registra passagem do Dia Mundial das Comunicações

Mesa Redonda comunicação social

Uma mesa redonda de reflexão marcou a noite da última sexta-feira (26/05), no Teatro Silogeu da Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, para debater o que expõe a Carta do Papa Francisco para 51º Dia Mundial das Comunicações, trazendo o tema: “Não tenhais medo, que Eu estou contigo – Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo”.

A iniciativa foi promovida pela Pastoral da Comunicação (Pascom) que tem seus núcleos em todas as Paróquias de Vitória, com o apoio do Vicariato Vitória, coordenado pelo Monsenhor Maurício Diniz, pároco da Matriz de Santo Antão. Na oportunidade, padres, blogueiros, radialistas, escritores e professores partilharam suas visões acerca da Carta do Papa aos Comunicadores junto ao público presente.

O Papa Francisco vem através desse documento reforçar junto aos comunicadores a  tarefa de estimular a Evangelização, procurando levar a população fatos do mundo a partir de um ponto de vista positivo, tendo em vista que assistimos por diversos meios a espetacularização de notícias trágicas que acometem a sociedade.

Lissandro, J. Santos e ClaytonAlém do Padre Maurício, participaram da mesa redonda o Pe. Rosivaldo (Paróquia de Água Branca), Pedro Ferrer – presidente do Instituto Histórico, os Blogueiros Lissandro Nascimento e Danilo Coelho, os radialistas Jota Santos e Márcio Lima, o escritor Claiton Santiago, bem como as professoras Maria Nazareno e Antonia da Paz.

O Monsenhor Maurício Diniz ressaltou a vontade em estimular a relação da Paróquia com a Imprensa local, considerando que este foi o primeiro passo “para germinar a semente” da construção de conteúdo positivo junto às mídias, conforme reflete o Papa Francisco.

O editor do Blog A Voz da Vitória e Diretor da ABlogPE, Lissandro Nascimento, parabenizou a iniciativa da Igreja Católica. O Blogueiro lembrou que a comunicação é um direito humano e de que sua evolução é baseada no acúmulo cultural da sociedade, aproveitando para fazer um breve histórico dos meios de comunicação. “É importante frisar que a disseminação de uma notícia mais positivista parte de duas essências, a primeira é indagarmos de quem é o dono do condutor do veículo, e a outra é a superação do conceito individualista e consumista que presenciamos na relação humana, tão questionada pelo Papa Francisco. A construção de um bom conteúdo midiático parte também da necessidade de ampliarmos os canais de comunicação a muitas vozes da sociedade civil, valorizando este País com perfil multicultural, pelo qual reforça o papel das igrejas neste esforço de amadurecimento social”, defendeu.

51 Dia Mundial da Comunicação Vitória PE