• Ceclin
set 21, 2016 0 Comentário


Em sete dias, PE registra mais de 1.800 casos suspeitos de arboviroses

2016-07-19t111439z_1007810001_lynxnpec6i0p6_rtroptp_3_sports-us-olympics-rio-golf-chia

Mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da zika, em laboratório (Foto: Paulo Whitaker/File Photo/Reuters)

Do total de notificações, 61% correspondem a casos suspeitos de dengue.  Desde o dia 3 de janeiro, Estado já soma 168.579 notificações

Pernambuco registrou, na última semana, 1.851 novos casos suspeitos de arboviroses. Desse total, cerca de 61% correspondem a notificações exclusivas para dengue. Com a atualização divulgada nesta quarta última  (21) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), o estado já soma 168.579 casos de dengue, zika e chikungunya, contabilizados desde o dia 3 de janeiro até o último sábado (17).

Em relação ao boletim divulgado na semana anterior, houve aumento do número de confirmações das três doenças. Para a dengue, houve a confirmação de 389 novos casos em uma semana, totalizando 27.474 desde 3 de janeiro. Para a chikungunya, o estado emitiu 505 novos diagnósticos na última semana, somando 22.687 casos. Ainda foram emitidas 13 novas confirmações de casos de zika, que resultaram em 165 diagnósticos desde o início do ano em Pernambuco. Ainda segundo a SES, foram contabilizados nove casos de óbito em uma semana, totalizando 322 mortes suspeitas por arboviroses. Desse total, 90 foram confirmadas, sendo 19 para dengue, 53 para chikungunya e outras 18 para as duas doenças ao mesmo tempo.

Microcefalia

Entre o dia 1º de agosto de 2015 até o último sábado (17), foram confirmados 386 casos de microcefalia no estado, sete a mais do que o número de confirmações emitido na última semana. Ainda de acordo com a SES, o estado notificou 2.138 casos, mas descartou 1.390 pacientes com suspeita da malformação congênita. Ainda em relação à microcefalia, o estado notificou 91 óbitos e, desse total, 44 bebês morreram logo após o nascimento. Dentre o total de notificações, oito bebês que morreram tiveram a confirmação de microcefalia associada ao vírus da zika. Outras 83 mortes permanecem em investigação.

A pasta ainda informou, por meio de boletim, a emissão de 4.464 notificações para gestantes com exantemas espalhados pelo corpo. Apesar de as manchas vermelhas serem um sintoma para as arboviroses, a SES esclarece que a notificação não significa, necessariamente, a confirmação de um diagnóstico de dengue, zika ou chikungunya durante a gravidez das pacientes.

G1/PE