Ceclin
jun 12, 2013 0 Comentário


Em Pombos, PM matou jovem por causa de brincadeira com prato de macaxeira

(Fotos: reprodução - TV Clube).

Foi sepultado nessa terça-feira (11), na cidade de Pombos, Agreste do Estado, o estudante José Diogo Gomes da Silva, de 22 anos, filho de um policial militar. O rapaz foi assassinado com um tiro no ouvido dentro de uma churrascaria, na BR 232, naquele município. O crime foi cometido no último domingo por um PM lotado no 21º Batalhão de Polícia Militar, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. O assassino que até então era amigo da vítima teria se desentendido com José Diogo por causa de uma brincadeira com um prato da macaxeira.

Segundo a mãe de José Diogo, Josefa Maria Gomes, o filho foi morto por um motivo extremamente banal. “Simplesmente ele estava com um prato de macaxeira, botou a macaxeira no garfo e na boca do amigo, que não gostou e saiu da mesa. Quando ele voltou já foi executando meu filho.”

Uma parente do estudante, que não quis se identificar, esteve com José Diogo horas antes do crime. Segundo ela, a vítima não estava bêbada, parecia tranquila e cheia de planos. “Ele só estava bebendo para se divertir. Não estava alterado, era uma pessoa que não tinha maldade e gostava de brincar. Por causa de uma bobagem, uma coisa banal, tiraram a vida dele”, afirmou a mulher. José Diogo era universitário e tinha trancado o curso de Fisioterapia.

De acordo com o Delegado de Vitória de Santo Antão, Ariosto Esteves, o estudante não teve se quer chance de defesa. “A autoria do crime está praticamente definida. Para concluir o inquérito precisamos ouvir outras testemunhas. Então, vamos definir a responsabilidade criminal do autor”, disse o delegado. A Polícia espera que o PM se apresente na Delegacia até esta sexta-feira.

Com informações da TV Clube.