Ceclin
nov 08, 2016 0 Comentário


Em dois anos, TRE planeja cadastrar 900 mil eleitores para voto biométrico

whatsapp_image_2016-11-07_at_12.05.19_pm

Meta é fazer cadastramento no novo sistema em mais 38 cidades.

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) informou que pretende, até as eleições de 2018, implantar o voto biométrico em mais 38 cidades do Estado, contemplando 900 mil novos eleitores. Atualmente, 73 dos 184 municípios e o distrito de Fernando de Noronha  contam com sistema de verificação de eleitores por meio de impressões digitais.  Para atingir a meta de atingir 111 localidades, até o próximo pleito, o tribunal retomou, nesta última segunda-feira (7), o processo de cadastramento de votantes.

Com isso, quem precisa tirar o título ou segunda via, transferir o domicílio eleitoral ou fazer o recadastramento biométrico já pode procurar os cartórios eleitorais para resolver essas pendências. Os dados foram repassados durante coletiva de imprensa na sede do TRE, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife. Por causa das eleições municipais deste ano, esses serviços estavam suspensos desde maio, e, no caso da segunda via, desde setembro.

Segundo o corregedor eleitoral, desembargador Henrique Dias, para realizar o cadastro, é preciso levar um documento de identificação, comprovante de residência e, para os homens, o certificado de alistamento militar. “Esse documento (de identificação) pode ser a certidão de nascimento, de casamento, a identidade ou a carteira profissional, não sendo possível a carteira de motorista. E o que compra a residência tem que ter três meses”, alerta.

Ainda de acordo com o tribunal, os cartórios do Grande Recife estarão abertos das 8h às 14h. “Em alguns outros municípios, o horário é diferenciado. Então a única preocupação do eleitor é ver qual o horário de atendimento”, explica o corregedor. Para ser atendido, não é necessário fazer um agendamento prévio.

O desembargador também chama a atenção daqueles que não fizeram a biometria e, por isso, tiveram de justificar o voto. “Mesmo ele tendo justificado no primeiro e no segundo turno, ele precisa se dirigir ao cartório eleitoral para regularizar a situação dele e receber a quitação eleitoral”, afirma.

Sem essa quitação, o eleitor não pode tirar o passaporte, se matricular em universidades, prestar concurso público nem ter acesso a benefícios sociais. “Só que ele (o eleitor) pode precisar amanhã se amanhã ele for fazer uma matrícula na faculdade”, ressalta.

O prazo para se regularizar vai até maio de 2018, quando o Cadastro Eleitoral será fechado novamente. Para tirar dúvidas sobre os atendimentos, o eleitor pode ligar para o tribunal pelo número (81) 3194.9400.

Confira a lista das cidades que terão cadastramento biométrico:
Agrestina
Barra de Guabiraba
Belém de São Francisco
Bodocó
Buenos Aires
Cabo de Santo Agostinho
Calçado
Calumbi
Camaragibe
Carpina
Casinhas
Chã de Alegria
Cortês
Exu
Flores
Frei Miguelinho
Gameleira
Granito
Itacuruba
Lagoa do Carro
Machados
Mirandiba
Pombos
Riacho das Almas
Ribeirão
Sairé
Santa Cruz Baixa Verde
Santa Terezinha
São José do Belmonte
São José do Egito
São Lourenço da Mata
Surubim
Tracunhaém
Triunfo
Tuparetama
Verdejante
Vertente do Lério
Xexéu.

 

As informações são do Portal G1.