Ceclin
abr 24, 2014 0 Comentário


Em Chã Grande, aulas voltam ao normal, mas professores seguem mobilizados

Com informações do Chã Grande News

A mobilização dos professores da Rede Municipal de Ensino de Chã Grande continua. Apesar da Liminar deferida no início desta semana pelo Juiz da Comarca do município, Luiz Carlos de Vieira Figueiredo, tratando como ilegal a greve dos educadores changrandenses, o Sindicato dos Professores – SINPRO seguirá com ações.

Em assembleia geral realizada na noite dessa quinta-feira (24), no Salão Paroquial da cidade, os professores por unanimidade aprovaram a suspensão da greve, além de marcar a próxima assembleia da categoria para Sábado (26) no mesmo local.

Para Jackson Bezerra, representante do SINPRO, a decisão do Juiz foi uma surpresa, já que o sindicato, representando a categoria, cumpriu todos os trâmites legais para a validação da greve. Jackson externou a situação de momento e o que deve fazer o sindicato nos próximos dias.

Na assembleia de Sábado uma nova pauta será confeccionada e encaminhada durante toda a semana para os poderes públicos (Câmara de Vereadores, Prefeitura e Fórum Municipal), a fim de que todos tomem conhecimento da preocupação dos professores em buscar uma negociação com a Prefeitura de Chã Grande.

Depois de uma semana, caso não se obtenha resposta, novas assembleias serão realizadas, e se necessário for, uma nova deflagração de greve acontecerá.

O Sindicato também entrará com uma ação no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), pedindo a anulação da liminar deferida na Comarca de Chã Grande.

Durante os dias em que acontecer estas ações, os educadores deverão voltar às salas de aula, sob orientação do SINPRO, caso contrário, há uma determinação de multa de R$ 10 mil por dia pelo descumprimento da liminar.