• Ceclin
set 05, 2018 0 Comentário


Em carta a Humberto, Lula chama Mendonça e Bruno de “fiéis representantes” de Temer

Note

Preso em Curitiba há quase cinco meses, o ex-presidente Lula enviou uma carta de apoio à reeleição do senador Humberto Costa (PT-PE), líder da Oposição no Senado. No documento, Lula aponta que Humberto foi “fundamental na defesa das conquistas do povo” e afirma que os deputados Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB), também candidatos ao Senado no Estado e adversários do petista, são “fiéis representantes” de Temer em Pernambuco.

Lula ressalta a amizade que tem com Humberto há 40 anos, quando fundaram o PT juntos, e destaca o convite que fez a Humberto assim que assumiu a Presidência da República em 2003. “Sou testemunha da sua luta por um Brasil melhor. Não por acaso, você foi o primeiro ministro da Saúde que escolhi para o meu governo”, diz o ex-presidente.

Lula cita ainda a própria condição de preso e a negativa para que integre a disputa eleitoral ao dizer que “o golpe é continuado”. “Minha prisão e a tentativa de impedir que eu participe das eleições de 7 de outubro são o maior exemplo disso”, atestou.

Ao concluir a carta, Lula diz confiar que “Pernambuco, o Estado onde eu nasci, saberá dar uma resposta aos golpistas” ao reeleger Humberto para o Senado, onde “ao lado de Dilma (que disputa uma vaga na Casa por Minas Gerais) e de outros companheiros e companheiras, possa seguir nesta luta por um projeto de País que mudou a vida de milhões de brasileiros e, em especial, do povo pernambucano”, avisou. “Estou com você, Humberto. E sei que o povo do nosso Estado também está.”