Ceclin
out 02, 2012 0 Comentário


Em Água Preta, Souto diz que continua candidato

Folha de Pernambuco

O candidato à Prefeitura de Água Preta pelo PDT, Armando Souto, declarou ontem, que continua na disputa do pleito eleitoral deste ano, mesmo tendo sua candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE). De acordo com ele, na última sexta-feira, o próprio juiz da 38ª Zona Eleitoral, Carlos Eugênio, reafirmou isso durante entrevista de rádio. “Eu continuo candidatíssimo, conforme o próprio juiz de Água Preta confirmou em entrevista à rádio Cultura dos Palmares”, explicou.

Segundo o portal do registro das candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Divulgacand, o candidato pedetista está indeferido com recurso. De acordo com informações do cartório Eleitoral de Água Preta, ainda não existe uma resposta concreta do TSE, que ateste se o postulante não poderá disputar as eleições municipais, e por isso, ele continua candidato. Na última sexta, o candidato disparou críticas contra o presidente do seu partido, o Zé Queiroz, a quem chamou de capacho do governador Eduardo Campos, já que resolveu apoiar o PSB de Eduardo Coutinho, candidato à reeleição.

Na terça-feira da semana passada, pessoas ligadas ao atual prefeito denunciaram que militantes de Armando teriam tentado invadir a prefeitura, em um ato de vandalismo, revoltados com a decisão do Supremo. Contudo, Souto deu a sua versão para o fato. “Os militantes deram tapas na porta da prefeitura. O vigilante abriu. O meu filho foi lá com a polícia e bateu uma foto. E depois dessa foto danificaram a fechadura pra dizer que foi vandalismo. Nao houve invasão nenhuma à prefeitura. Houve um protesto dos militantes, pela decisão da ministra, de ter votado contra a minha candidatura”, disse.