• Ceclin
ago 08, 2008 5 Comentários


Elias Martins retira candidatura a vereador

Renúncia: Incompabitilidade ideológica, porém parece que o motivo foi outro.

O cronista Elias Martins, candidato a vereador pela Coligação Vitória de Cara Nova (PTB-PRP-PHS) apresentou sua carta-renúncia na sexta-feira (08) às 13:30 horas, ao Juiz Eleitoral da 018ª Zona do Município, Dr. Uraquitan Santos.

Através da carta apresentada ao Juiz, pelo qual este Blog teve acesso, o funcionário licenciado do Banco do Brasil fez uma introdução peculiar para pedir a retirada de seu nome para a disputa da Câmara Municipal de Vereadores da Vitória.
“Os que se agrupam num projeto tendo a palavra “inclusão” como base e meta, não podem deixar de exercê-la entre eles, pois assim estariam fomentando o disparate e a hipocrisia, pois propõe algo somente como idéia flutuante e conveniente. É claro que não se trata aqui de propagar uma visão ufanista e neurótica, não reconhecendo como legítima a possibilidade de mudança e de “vir-a-ser” do homem. Do direito que tem toda pessoa de modificar suas significações e escolhas no mundo. Uma escolha nunca pode ser dada como definitiva assim como um homem nunca pode ser tido como acabado. Mas quando se assume algo e se instituí esse algo num conjunto de conceitos e práticas, será de bom e razoável grado que se tenha responsabilidade sobre esse fato, sob pena das relações tornarem-se vazias e os envolvidos distinguidos entre manipuladores e manipulados”, reforçou Martins dando sinais de que sai do processo magoado.

Mais adiante na carta afirma: “Vem então comunicar que por incompatibilidade ideológica, RENUNCIA a postulação ao cargo de VEREADOR da cidade da Vitória de Santo Antão, pela COLIGAÇÂO “Vitória de Cara Nova” e solicita ainda o seu descadastramento do sistema CANDEX – Eleições 2008, dessa conceituada entidade”, assinou Elias Martins.

DOS FATOS

O Blog apurou que Elias Martins havia falado com o presidente do seu partido, o PTB, o candidato a Prefeito Cristiano Pilako, para ter seu espaço no Guia Eleitoral de rádio e TV, o qual a Coligação “Vitória de Cara Nova” teria direito. E lhe foi negado por Pilako.

O fato é que Elias Martins apóia como candidato a prefeito o Elias Lira (DEM), pelo que publicamente declara apoio e se contrapõe a candidatura de seu partido que lançou Pilako para prefeito. Há uma conversa de bastidores de que o candidato a prefeito pelo PTB havia pedido “uma compensação” por parte de Elias Martins para este ter acesso ao guia. E sugeriu até que Elias Martins pedisse o determinado valor ao candidato Elias Lira, já que este tem o seu voto declarado. Como não houve consenso e Elias Martins não concordara, este decidiu retirar a sua candidatura a vereador.

por Lissandro Nascimento.