Ceclin
mar 09, 2015 0 Comentário


Elias Lira supera Dr. Ivo e Aglailson em dar o que é dos outros

invasão no Cajueiro

por Lissandro Nascimento

Neste último final de semana, os leitores através do WhatsApp do Portal A Voz da Vitória (81.9992-9364), denunciaram invasões de áreas em diversos pontos da Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. Até aí, nada fora do comum, se não fosse quem estivesse se omitindo nestas invasões, pasmem: Prefeitura da Vitória de Santo Antão, sob o suposto incentivo do Prefeito Elias Alves de Lira (PSD). Neste momento, há quatro pontos fixos que se constatam invasão de áreas públicas: Comunidades do Cajueiro, Cajá, Iraque II e Bela Vista II. 

O mais absurdo é o que ocorre, segundo denúncia dos moradores, na Av. Áurea Ferrer de Moraes, antiga BR 232, Bairro do Cajueiro, área urbana da cidade. Um terreno destinado para a construção de uma área de lazer e que também serve como ponto de ônibus às margens da rodovia foi invadido. Esta invasão foi estimulada pelo próprio prefeito. “A Comunidade foi pedir explicações ao mesmo [o prefeito] e ele falou que não poderia fazer nada. O fiscal da Prefeitura chegou a parar a construção, mas depois recebeu ordem para fechar os olhos”, denunciaram.

Preocupados em não perder a área para o que seria uma futura praça, moradores chegaram a denunciar este caso ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), quando uma determinada Promotora (depois vou dizer o nome da dita cuja) afirmou que não poderia fazer nada!

Acompanhando o raciocínio deste descalabro, o mais absurdo é que a insatisfação dos moradores provocou uma reunião às pressas entre os Secretários de Governo e o de Planejamento da Prefeitura de Vitória, Ozias Valentim e José Barbosa, respectivamente. Segundo relatos da denúncia, ambos mandaram avisar aos descontentes que a palavra do prefeito já foi dada e que não poderiam fazer mais nada.

Ao que tudo indica, o prefeito Elias Lira doou este terreno sem a devida autorização da Câmara de Vereadores da Vitória a um jovem correligionário seu. Não irei divulgar o nome dele agora, mas eu sei quem é. Se mantiverem a invasão, vou divulgar pra toda a cidade saber.

Não é de hoje que o desgoverno Elias Lira trata a coisa pública como se sua fosse. Acompanhamos o maior lobby da história da cidade quando se trata da doação de terrenos à empreendimentos privados, onde uns “parlamentares gatunos” fazem fortuna junto com um Secretário. Por qual razão o nobre MPPE vitoriense fica passivo diante destes absurdos que é do conhecimento de todo homem de bem deste Município?

elias-liraNão é de hoje que o “vendedor de charque” fecha os olhos para invasão de terrenos. Em 1992, enquanto estava a frente do Executivo, Elias Lira se omitiu nas invasões dos terrenos por trás da Rodoviária de Vitória, da Garagem da Borborema e de toda área verde do Bairro da Bela Vista.

O Blog A Voz da Vitória já denunciou e publicizou inúmeras vezes invasões de propriedades públicas, como todos podem constatar logo adiante, mas certamente, o atual gestor Elias Lira supera o então ex-prefeito por três vezes, Dr. Ivo Queiroz. O finado Dr. Ivo era uma figura acostumada a manda invadir, o que causou o que vemos hoje, uma desordem no planejamento urbano da Vitória de Santo Antão. A mesma tática (aos amigos tudo, aos inimigos a força da Lei!), também foi usada pelo ex-prefeito José Aglailson, como moeda de troca política.

Acompanhe os diversos casos nos últimos anos:

Vitória perde, Pombos avança!

Invasão de terreno atribuída a políticos vira caso de Polícia em Vitória de Santo Antão

Protesto paralisa trânsito na PE-45 no Bairro Lídia Queiroz em Vitória

Prefeitura de Vitória oficializa privatização da Pracinha Santo Ivo

Aglailson Júnior solicita apuração do Ministério Público sobre doação de terrenos em Vitória

Prefeito Elias Lira é igual a Aglailson em destruição de Praças

Leitor do Blog denuncia mais uma construção poluidora. Desta vez, na Rua dos Borges em Vitória

Invasão de área verde é denunciada em Vitória de Santo Antão

Comunidade de Santo Antão denuncia que comerciante se apropria de via pública

Justiça impede Prefeitura de Vitória fazer intervenções na comunidade Mário Bezerra

MPPE cobra que Prefeitura da Vitória de Santo Antão combata construções em áreas de risco

Everaldo Arruda analisa doação de terrenos a pessoas físicas

Leia a Liminar proibindo construção na Linha Férrea

Justiça Federal proíbe obra da Prefeitura na linha férrea

De modo, caro amigos leitores, o atual Chefe do Poder Executivo vitoriense tem se revelado em articular com os seus asseclas, tornando-se um especialista em dar o que é dos outros. Político em fim de carreira, Lira não mede esforços no seu quarto e último mandato como prefeito, em locupletar da máquina pública para atender aos interesses de sua família e de seus “lobistas da Corte”.

Desvios de recursos públicos (R$ 1 milhão / Rosemary), superfaturamento de obras, rombo no VitóriaPrev, inchaço na folha de pessoal em anos eleitorais, escândalo da Merenda, da Operação Fastio da Polícia Federal, todos e mais outros só rechaçam o quanto a cidade perde com este gestor. Apenas um destes fatos seria suficiente para provocar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Legislativo Municipal. E qual o motivo dos nossos nobres vereadores ficarem no blá, blá, blá?

Arrisco em afirmar que o gestor já dispõe de recursos suficientes para pagar a campanha eleitoral de prefeito de seu filho daqui a seis anos. Esta administração já disse para que veio, se ilude quem quer. Depois de entrarem para a história como o governo que terminou de acabar com o Monte das Tabocas e de estimular privatizações de praças públicas, o que esperar? O Governo detém uma Secretaria Municipal de Habitação. Você sabe quem é o Secretário? Eu digo: ex-vereador Mano Holanda.

Portanto, seria essa a política de Habitação e a de Reforma Urbana propostas por este malfadado Governo de Todos?