Ceclin
Maio 10, 2013 0 Comentário


Elias Lira já mira nas eleições de 2014

Enfrentando uma saraivada de críticas de todos os lados nestes cinco meses do seu quarto mandato como Prefeito da Vitória de Santo Antão, Elias Alves de Lira (PSD), mostra-se pouco preocupado com o imediatismo político da Terra das Tabocas, ele quer saber mesmo é das eleições do ano que vem. Há sinais evidentes de seus próximos passos como principal liderança política do século 21 no Município: fortalecer o nome do seu Secretário de Governo Ozias Valentim, presidente municipal do Democratas.

No meio político local isto já estar evidenciado, refletindo uma decisão da sua pequena cúpula política que hoje governa Vitória de Santo Antão. Político pragmático como ele é, Elias Lira já deu provas de sua habilidade política quando conseguiu ser eleito quatro vezes prefeito e duas vezes deputado. Sabe que sua carreira política tem prazo de validade neste mandato, bem como sabe também que as eleições de 2014 serão o termômetro para as eleições de 2016, quando poderá deixar na prefeitura o seu sucessor. Pela sua vontade pessoal este nome seria o seu filho, Joaquim Elias, presidente municipal do PSD, porém Joaquim sempre externou o seu avesso à política, além de contar com o impeditivo na legislação que proíbe a sucessão entre parentes próximos. Resta, portanto, ao prefeito, alimentar um nome de sua inteira confiança, um fiel escudeiro em todos os momentos e que sempre esteve com ele desde o início de sua vida pública… Ozias Valentim.

Sendo que para isso ele conta com alguns problemas partidários a resolver. Primeiramente sua aliança com o Deputado Henrique Queiroz (PR), que conta com o seu filho Henrique Filho na vice. Dos nomes que dispõe para este projeto a longo prazo em sua atual base política, poderia ser o de Alexandre Ferrer (PMDB), o Vice Henrique Filho (PR), o presidente da Câmara Municipal Prof. Edmo Neves (MD), o Secretário Paulo Roberto (PDT), o próprio Ozias que já foi presidente da Câmara e o vereador Edvaldo Bione (PMDB). Estes são os mais visíveis cada um com uma particularidade na análise das possíveis viabilidades políticas.

E é justamente nestas dificuldades partidárias que uma delas veio à tona na sessão da Câmara desta quinta-feira (09). O médico Edvaldo Bione lidera um grupo de vereadores “insatisfeitos” com o tratamento dispensado pelo Prefeito Elias Lira (PSD). Segundo Bione, a bancada encontra-se em uma dispersão política onde a base de sustentação do governo municipal sofre vulnerabilidades. Para reforçar esta tese, o parlamentar lamentou o lançamento precoce, segundo ele, sem consultar às bases, da pré-candidatura do Secretário de Governo, Ozias Valentim (DEM), a deputado estadual nas eleições de 2014. “Será que o prefeito deverá apoiar dois nomes em sua base política? Como fica o aliado dele, deputado Henrique Queiroz (PR)? Ele apoiará os dois?”, indagou na Tribuna da Casa.

Bione tem sinalizado sua possível saída do PMDB, liderado pelo grupo do empresário Alexandre Ferrer. Ele demonstra vontade em disputar por outra sigla o cargo de Deputado Federal nas eleições de 2014. Em off, um dos parlamentares insatisfeitos considerou a este Blog que diante do lançamento do nome de Valentim a deputado, talvez esta iniciativa de Elias Lira seja mais um jogo de ‘cartas marcadas’. “Elias aprendeu bem a jogar na política. Ele precisa abrir caminho para lançar o seu filho Joaquim em 2014”, confabulou.