Ceclin
set 09, 2008 3 Comentários


Eleições 2010

Hely Ferreira

As recentes pesquisas divulgadas em vários meios de comunicação têm apontado uma vitória do candidato do Partido dos Trabalhadores (Recife). É bem verdade, que o resultado das pesquisas revela um quadro não determinante, significando que poderá ser alterado, entretanto, permanecendo o atual quadro, o candidato petista será eleito prefeito da cidade do Recife ainda no primeiro turno.
A vitória do candidato do PT no primeiro turno deverá acender um sinal de alerta em relação às eleições de 2010. É possível que a aliança atual não dure para a eleição estadual, pois, há poucas vagas para muitos candidatos.

Embora alguns jornais da região Sudeste sempre mencionem à possibilidade governador de Pernambuco sair candidato à vice-presidente da República, certamente o seu desejo é disputar a reeleição. Só que o problema não se resume a isso, a disputa pelo Senado não será nada fácil, basta lembrar que o atual prefeito da Veneza brasileira ficará dois anos sem mandato e fazendo o seu sucessor será se contentará em disputar uma das vagas para senador? Há aqueles que estão na vida pública há bastante tempo, mas que sempre disputaram mandatos na proporcional e acreditam que chegou o momento de voar mais alto, um exemplo disso é o deputado Inocêncio Oliveira que embora sempre tenha uma votação expressiva para deputado, nunca teve oportunidade de disputar um cargo majoritário a nível estadual.
O deputado Armando Monteiro em pouco tempo de vida pública, conseguiu muita visibilidade no cenário nacional, certamente, também sonha com um cargo majoritário.
Permanecendo o embrulho, não se deve descartar a possibilidade do presidente da República disputar uma das vagas ao Senado por Pernambuco, só assim, acalmaria os ânimos.

P.S.: Lamentável a falta de bom senso por parte do locutor no Estádio dos Aflitos no Jogo Náutico e Ipatinga. No momento em que se prestava homenagem ao ilustre Pelópidas Silveira e ao ex-jogador do Náutico Fraga, o locutor começou a instigar aos torcedores a gritarem o grito de guerra do Clube quando os jogadores estavam em um minuto de silêncio.

* Hely Ferreira é cientista político