Ceclin
dez 30, 2014 0 Comentário


Eleição na Câmara Municipal do Cabo vira palhaçada

(Foto: Reprodução / Blog do Marcos Almeida).

(Foto: Reprodução / Blog do Marcos Almeida).

Blog do Jamildo

Oito dos 17 vereadores da Casa Vicente Mendes – sede do Poder Legislativo do Cabo de Santo Agostinho, moveram uma representação criminal contra o presidente da Câmara do Cabo, o vereador Mário Anderson (Anderson Bocão), acusando-o de praticar crime de falsidade ideológica. Os vereadores que assinam a representação são Abel Neto, Aziel Almeida, Clayton Marques (Keko do Armazém), Gessé Valério, José de Arimateia, Ricardo Carneiro (Ricardinho), Vicente Mendes (Neto da Farmácia) e Marcos Eanes (Marcos do INPS). O documento foi apresentado na manhã desta segunda-feira, 29, na 10ª Delegacia Seccional do Cabo, denunciando suposta irregularidade por parte do presidente daquela Casa quanto à divulgação de edital que os convocariam para uma eleição extraordinária que definiria a nova Mesa Diretora para esta segunda.

A eleição aconteceu apenas com nove vereadores. Os denunciantes não compareceram. Os oito vereadores emitiram uma declaração assegurando que não receberam qualquer edital convocatório para as eleições da Mesa Diretora. No documento, os oito vereadores apontam que um representado da presidência teria confeccionado o referido Edital, “inserindo data retroativa, no fito de beneficiar-se politicamente”.

Na representação, relatam que, no dia 26 de dezembro, o tal edital não foi publicado, como afirmara o presidente. A comprovação se dá pelo fato de que tanto o vereador Abel Neto como José de Arimateia, além de um funcionário de carreira, Alecsandro Sales Florêncio da Silva, foram os últimos a saírem da Casa Vicente Mendes, às 17h30. Em dezembro deste ano, o Tribunal de Justiça de Pernambuco anulou a eleição da Mesa Diretora da Câmara do Cabo e determinava a realização de novo pleito, invocando o princípio da publicidade e tempo de divulgação.