• Ceclin
dez 29, 2012 13 Comentários


Edmo Neves é o mais cotado para assumir a presidência da Câmara de Vitória

Um desses três estará no comando da Câmara: Bau Nogueira, Edmo Neves e ou Novo da Banca.

Nas primeiras horas de 2013 a movimentação política deverá girar em torno da escolha da presidência da Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão. A Casa Diogo de Braga tem um potencial administrativo e financeiro altíssimo, mas nunca antes explorado. Pois sua atuação em Vitória não é só tímida, mas fisiologista (defesa de interesses pessoais). Ante a expressiva renovação da Casa, espera-se que a Presidência também seja renovada, com alguém de capacidade técnica e habilidade política para fazer um desempenho legislativo mais eficiente.

A Câmara tem o papel republicano de defender os interesses municipais, não só legislando, mas fiscalizando e cobrando planejamento e execução de medidas importantes do Poder Executivo. Em Vitória, os parlamentares que tomarão posse em 1º de janeiro de 2013 terão que enfrentar temas como urbanização, industrialização, emprego e renda, trânsito e transporte, habitação, serviços públicos como água, luz e telefonia, saúde pública, entre outras questões.

Os nomes mais cotados para presidir a Casa são: Edmo Neves (PMN), Bau Nogueira e Novo da Banca (ambos do PSD).

O Professor Edmo Neves foi o segundo vereador mais votado de Vitória. O partido sob sua direção, PMN, reuniu quase 15.000 votos, com candidatos não detentores de mandato, em apoio ao Prefeito Elias Lira (PSD). Edmo tem como óbice o fato de estar em sua primeira legislatura, mas conta com uma sensível prática política e administrativa e garante possuir um staff com capacidade jurídica e organizacional para dar conta da responsabilidade. Tem experiência de 27 anos nas agremiações partidárias e experiência administrativa, pois é empresário da educação, geriu importantes secretarias municipais no governo Elias Lira, do qual é aliado histórico, contando, acredita-se, com sua preferência. O vereador eleito também é pós-graduado em Gestão Pública pela Faintvisa. Ainda, possui a vantagem de ter ao seu lado o Vereador Edinho, eleito também pelo PMN, o qual irá acompanhar fielmente a indicação do partido à Mesa da Casa. Sabe-se que possui o apoio de outros partidos com assento na Casa, ainda não declarado publicamente.

Bau Nogueira foi o vereador mais votado da cidade e saiu candidato em coligação do PSD, com o Prefeito Elias Lira, após anos militando ao lado do líder da oposição derrotado na última eleição, José Aglailson (PSB), junto com seu filho, atual vereador André de Bau. É um político experiente, já foi presidente da Casa em outras legislaturas e conta com o apoio de mais um de seus pares. No entanto, possivelmente irá enfrentar a concorrência dentro do seu próprio partido, com a candidatura do vereador Novo da Banca (PSD) ao mesmo cargo. Nas últimas vezes em que foi Presidente da Casa, Bau Nogueira teve suas contas rejeitadas em última instância pelo TCE-PE, sendo obrigado a devolver aos cofres públicos vultosas quantias, sendo a maior delas a de R$ 101.919,14 (Cento e um mil, novecentos e dezenove Reais e catorze centavos), no processo TCE-PE nº PC 9901530-4 RO 1006079-0. Assim, é um candidato com um desgaste no cargo, mas experiente politicamente e fará um grande esforço para ocupar a presidência da Casa Diogo de Braga.

Novo da Banca (PSD) irá entrar no seu terceiro mandato, com uma atuação mais conhecida pelo aspecto social. Por ser recém-chegado ao grupo político do atual prefeito, precisará ganhar a confiança e consolidar seu espaço em seu partido, além de driblar um suposto sentimento de traição que paira entre a bancada de oposição, liderada pelo atual vereador José Aglailson (PSB).

A expectativa é a de que Edmo Neves vença a disputa na próxima terça-feira, dia 1° de janeiro, com a cerimônia de posse do prefeito Elias Lira e do seu vice Henrique Filho (PR). Especula-se que a primeira Vice Presidência seja definida entre os vereadores Duda de Pacas (PSDC), Bau Nogueira, Edvaldo Bione (PMDB) e ou Sandro da Banca (PTC). A solenidade começa às 14h, e será realizada na Câmara Municipal, onde também tomam posse os 11 vereadores eleitos, estes, na oportunidade, farão a eleição dos cinco membros da Mesa Diretora.