• Ceclin
nov 19, 2010 1 Comentário


Dos homicídios cometidos no Brasil, 90% não chega aos tribunais

Dos homicídios cometidos no Brasil, 90% não é levado aos tribunais por dificuldades nos processos de investigação, afirmou nesta quinta-feira o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto.

“A justiça lenta é sinônimo de injustiça”, afirmou Barreto durante uma entrevista em um programa de rádio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), em que também afirmou que o Código Penal brasileiro ainda é “muito formal”.

Segundo o ministro, no país há dificuldades na coleta de provas e no processo de investigação dos crimes, o que aumenta a impunidade.

Com o objetivo de melhorar a eficiência dos processos, o Ministério da Justiça investiu R$ 100 mil na compra de equipamentos para os especialistas do sistema judiciário.

As declarações do ministro coincidem com a publicação de um estudo divulgado pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que afirma que 60.442 casos de homicídios cometidos até dezembro de 2007 continuam sem solução.

Estes números, publicadas pela primeira vez no Brasil, revelam “as dificuldades enfrentadas na conclusão destes crimes”, segundo o CNMP, que ressaltou que o Governo trabalhará para encerrar estes casos antes de julho de 2011.
(Agência EFE)