• Ceclin
jun 27, 2019 0 Comentário


Dois vereadores buscam disputar Prefeitura da Vitória de Santo Antão

Tanto André de Bau quanto Toninho Nascimento já pertenceram aos principais grupos políticos de Vitória. Fotos: A Voz da Vitória/Arquivo

Tanto André de Bau quanto Toninho Nascimento já pertenceram aos principais grupos políticos de Vitória. Fotos: A Voz da Vitória/Arquivo

André de Bau e Toninho Nascimento decidiram migrar para o PSC e Cidadania, respectivamente, a fim de assegurar disputa majoritária nas eleições 2020 

Por Lissandro Nascimento 

Polarizada por oligarquias familiares há mais de meio século, o Município da Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata pernambucana, vem sinalizando nos últimos pleitos eleitorais cansaço em ter no comando da Prefeitura local o revezamento de poder entre as famílias Lira e os Queralvares (amarelo versus vermelho!), quando 1/3 do seu eleitorado vêm depositando nas urnas a confiança em novos nomes que estejam rompidos com estes dois polos políticos.

Sabendo que há um espaço político a ser ocupado nas eleições de 2020, dois vereadores da Casa Diogo de Braga, André de Bau e Toninho Nascimento, se lançaram como pré-candidatos a Prefeito e prometem juntar lideranças políticas insatisfeitas com esses dois polos para conquistar protagonismo político.

André Saulo dos Santos Alves, de 44 anos, exerce seu terceiro mandato parlamentar e cursa doutorado em Direito Penal na Universidade Del Salvador, na Argentina. Também professor, André de Bau se elegeu com o apoio de 2.744 vitorienses, tendo o suporte de seu pai, Amaro Nogueira Alves, conhecido por Bau Nogueira que chegou por duas vezes exercer o cargo de presidente da Câmara de Vitória. André, líder da oposição na Câmara, reforçou sua pré-candidatura a prefeito durante a décima sexta sessão ordinária do ultimo dia 14 de junho em discurso na Tribuna da Casa para justificar o verdadeiro sentido de sua futura postulação.

“A nossa postulação nasce por imperativo de consciência de que devemos fazer a nossa parte na busca da construção de uma cidade melhor, contribuindo para a edificação de uma sociedade mais justa e mais humana. A nossa pré-candidatura não nasce de objetivos financeiros e nem da subserviência a grupos econômicos poderosos de Vitória ou fora dele”, discursou André de Bau. O parlamentar salientou que sua pré-candidatura é plural, pois conta com o apoio de um grupo de lideranças formado por alguns vereadores e suplentes, profissionais liberais e representantes de alguns segmentos sociais.

Segundo informações, Bau Nogueira está disposto em bancar financeiramente parte da campanha de seu filho André de Bau

Segundo informações, Bau Nogueira está disposto em bancar financeiramente parte da campanha de seu filho André de Bau a Prefeitura de Vitória

Tanto o advogado André de Bau quanto Toninho Nascimento já pertenceram aos principais grupos políticos de Vitória, no entanto, afirmam que querem agora ajudar a construir uma nova força política na cidade. André se desligou recentemente do PSD ligado a família Elias Lira, enquanto Toninho já foi filiado ao PR, PROS, PRB e agora se filia ao Cidadania (antigo PPS). Ambos dizem respeitar as contribuições feitas no passado por Aglailson e Elias à Vitória, porém afirmam que a cidade deve seguir em frente com novos líderes políticos, quando se propõem a assumir esse papel.

Em maio, o Deputado Federal André Ferreira se comprometeu publicamente com os vereadores André de Bau e Duda de Pacas, bem como os suplentes Josias de Militina e Júnior Pintor, para estes comandarem o diretório do Partido Social Cristão (PSC) em Vitória.

Por sua vez, Antônio Gabriel do Nascimento “Toninho”, 41 anos, no ultimo dia 07 de junho conquistou o apoio do Deputado Federal Daniel Coelho para que ele seja pré-candidato a prefeito de Vitória pelo partido Cidadania. “Para aqueles que diziam que não seríamos candidato porque não tínhamos partido, eis aí a resposta, pois vamos dar um chega nesses dois grupos políticos”, declarou em suas redes sociais. Com forte atuação na juventude católica, Toninho assume o Legislativo pela segunda vez, quando obteve 1.502 votos. Antes de ser vereador, Toninho exerceu a profissão de pintor de automóveis e conta com o Bairro Jardim Ipiranga e adjacências como as localidades que recebem atenção especial no seu mandato. Ele tem se utilizado tanto da Tribuna da Câmara como das plataformas digitais para fazer oposição implacável à atual gestão do prefeito Aglailson Júnior (PSB), o que vem lhe rendendo boa visibilidade.

Deputado Daniel Coelho assegurou legenda para Toninho. Foto: Reprodução/Web

Deputado Daniel Coelho assegurou legenda para Toninho. Foto: Reprodução/Web

André e Toninho se colocam na disputa para testar seus nomes nas ruas e mais à frente, quem sabe, decidir qual deles contará com o apoio desse grupo político para as eleições de 2020. O grupo avalia que não vale mais a pena ficar à reboque dessas oligarquias locais.

“Não me coloco como ‘salvador da Pátria’, como um ungido ou predestinado. Reconhecemos que há em nosso grupo nomes honrados para disputar a Prefeitura, contudo estou à disposição do nosso grupo e dos vitorienses para representá-los ou também para apoiarmos qualquer outro nome que se identifique com o sentimento de mudança almejado pelo povo vitoriense”, asseverou André de Bau. Comprometido em realizar uma administração compartilhada com a população, o parlamentar ainda falou que sua postulação a Prefeitura não é “fulanizada”, pois não é movida por ódio e ou rancores, sobretudo aos dois principais polos políticos. “Seremos propositivos e inspirado no desejo de transformação. Queremos dialogar e sentar à mesa com todos os segmentos sociais visando encontrar o melhor caminho”, frisou.