Ceclin
fev 16, 2017 0 Comentário


Diretora da Pitú fala como a empresa teve crescimento de vendas em plena crise econômica

diretora de Negócios Internacionais da Pitú, Maria das Vitórias

Publicado por Fernando Castilho do JC  

A diretora de Negócios Internacionais da Pitú, Maria das Vitórias revelou, anteontem, no Dois Mais Um, da TV JC, do JC Online, que a companhia reportará um crescimento de 7% nas vendas em 2016 sobre 2015. A empresa trabalhava com números mais modestos, mas a performance dos distribuidores fez a diferença.

Presença no mercado externo com aposta no consumo doméstico da bebida na Índia 

Em 2016, a Pitú realizou esforço no mercado asiático e ela foi pessoalmente à Índia, Emirados Árabes e China fazendo ações de marketing numa dezena de cidades. Maria da Vitórias revelou que a Índia, com 1,250 bilhão de habitantes, é um mercado por descobrir para a cachaça como base de caipirinha, que é servida apenas dentro de casa.

Mercado da China tem potencial com mulher jovens e da Classe Média 

Na China, com 1,6 bilhão de pessoas e onde cachaça tem preço alto (maior tributação), a classe média mais velha, jovens e mulheres são o foco da Pitú, através das misturas. A companhia aposta também nos Estados Unidos que reconhece a Identidade Geográfica da cachaça como destilado de álcool brasileiro como blend na caipirinha.