• Ceclin
mar 29, 2009 6 Comentários


Diretor de Habitação da Vitória questiona o novo Programa de Habitação Nacional

O Moises Pires, diretor de Habitação da Prefeitura da Vitória de Sto. Antão está preocupado com o déficit habitacional do País e tem certeza de que ele se concentra nos grandes centros urbanos, mas acha um equívoco a exclusão de aproximadamente cinco mil cidades do novo programa habitacional do Governo Federal.
“Seria interessante uma revisão na abrangência do novo programa habitacional ‘ Minha Casa, Minha Vida ’ pois os municípios pequenos estão ficando de fora”, salientou.
“Seria importantíssimo que os municípios com menos de 50 mil habitantes fossem contemplados pelo novo programa”, aconselhou ele em contato com o Blog.
Segundo a Folha On Line o programa atenderá apenas cidades com mais de 100 mil habitantes e alguns municípios com mais de 50 mil. “Sou favorável a proposta enviada ao governo federal pelo Fórum Nacional dos Secretários de Habitação que pede a destinação de R$ 1,2 bilhão dos R$ 16 bilhões que serão destinados a famílias com renda de zero a três salários mínimos seja disponibilizado às cidades pequenas”, defendeu.

Afirma ainda que: “É imprescindível que os outros projetos já existentes e que atendem as pequenas cidades continuem com os recursos existentes e se possível ampliados, aumentando assim o leque de beneficiários, os problemas nas pequenas cidades, principalmente as do interior do Nordeste, são tão graves quanto os dos grandes centros urbanos do País”, pontuou.
“Embora estejamos enquadrados no novo programa, minha preocupação é com os pequenos municípios de nosso Pais, pois somente uns cinco Estados têm programas habitacionais próprios, não com a abrangência do agora lançado, mas atendendo parte da população carente”, exemplificou Pires.

Equipe Blog.

LEIA MAIS:

Vitória tem déficit habitacional de 8.000 casas

Pernambuco terá 44 mil casas do plano habitacional

Prefeituras terão que reduzir impostos

Habitação terá R$ 34 bilhões