Ceclin
out 01, 2020 0 Comentário


Desmatamento ilegal e outros crimes ambientais são punidos com multas na Mata Sul

CIPOMA participa da Operação ‘Mata Atlântica’ em Água Preta, Xexéu e mais cinco cidades. – (Fotos: Divulgação/PMPE)

Os municípios de Água Preta, São Lourenço da Mata, Moreno, Jaboatão, Abreu e Lima, Escada e Xexéu, foram os alvos desta operação

Aconteceu entre os dias 21 a 30 de setembro, a 3ª edição da Operação Mata Atlântica em Pé, que teve por objetivo a recuperação do bioma Mata Atlântica no Estado. A operação se deu a partir da identificação de áreas afetadas pelo desmatamento no último ano, equipes de fiscalização da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA), realizaram o levantamento das áreas com base nos dados do Sistema de Alertas MapBiomas e do monitoramento das próprias instituições. Os municípios de Água Preta, São Lourenço da Mata, Moreno, Jaboatão, Abreu e Lima, Escada e Xexéu, foram os alvos desta operação.

A Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (CIPOMA), juntamente com o CPRH, IBAMA e Delegacia do Meio Ambiente realizaram as fiscalizações em campo na Região Metropolitana do Recife e Mata Sul do Estado. Para o major Coelho, comandante da CIPOMA essa união em prol do meio ambiente é de suma importância. “É, sem dúvida, muito importante unir esforços no combate aos crimes ambientas, onde todos os órgão ambientais estaduais e federal se unem em prol de um único objetivo, neste caso específico aos desmatamentos da Mata Atlântica”, disse o comandante.

A ação resultou na apreensão de quatro caminhões, uma escavadeira, uma retroescavadeira, 109,0 St de lenha, uma motosserra e 20 aves. Foram mais de R$ 265.000,00 mil em multas aplicadas por diversas infrações como desmatamento sem autorização, transporte irregular de lenha, estoque irregular de lenha, pássaros em cativeiro sem autorização, danos em unidade de conservação, utilização de motosserra sem registro e instalação de loteamento sem licença.