Ceclin
ago 09, 2010 2 Comentários


Denúncias fizeram a pauta da Câmara de Pombos

A Câmara Municipal da Cidade de Pombos se reuniu na quinta feira (5) para mais uma Sessão Ordinária, após o presidente da Casa Legislativa Severino Marcos da Silva (Marcos de Porteira do PCdoB), abrir oficialmente a Sessão, o mesmo solicitou que o 1º Secretário José Roberto dos Santos (Beto da Ambulância do PR) fizesse a chamada nominal dos vereadores onde foi registrada a presença de todos os parlamentares.

Após a leitura e aprovação da ata da reunião anterior, Marcos de Porteira deu início aos trabalhos anunciando a chegada à Casa de um projeto de lei enviado pela gestão municipal, três requerimentos dos vereadores Joabes Gomes da Silva (Murilo força jovem do PR) e José Chalegre de Farias (Chalegre Vereador do PMN), um ofício oriundo da Prefeitura, ofício enviado pela 102ª Zona Eleitoral, ofício do Tribunal de Contas do Estado e um ofício do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Em seguida, o 1º Secretário iniciou a leitura da ordem do dia com o projeto que solicita a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias para a gestão de 2011 e três requerimentos, sendo dois do vereador José Chalegre e um do vereador Murilo, solicitando que a gestão municipal junto com a Secretaria competente faça com máxima urgência a manutenção do sistema de iluminação pública, pois segundo os parlamentares há ruas que se encontram até com 14 luminárias sem funcionar; o outro requerimento trata-se de uma solicitação para que se reconstruam passagens molhadas nas estradas da área rural, pois as mesmas estão intransitáveis dificultado o escoamento dos produtos dos agricultores da região.

Os ofícios, sendo um do Poder Executivo informando que o Grupo Escolar Arlindo Krause foi interditado desde o dia 29 de julho de 2010; outro do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco comunicando a requisição das dependências do prédio da Câmara de Vereadores para a instalação das urnas eleitorais para as eleições de outubro de 2010. Outro do Tribunal de Contas do Estado informando o envio dos documentos referentes à prestação de contas da gestão municipal do ano de 2008 para apreciação e votação da Casa legislativa; e finalizando um ofício do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente solicitando o uso do espaço físico da Câmara de Vereadores para a cerimônia de posse dos novos conselheiros tutelares de Pombos a partir das 18h. do dia 12 de agosto.

Após a leitura e discussão dos Requerimentos, todos foram aprovados por unaminidade ficando o projeto de lei para apreciação e posterior votação, por não ter mais matéria em pauta. O presidente da Casa Legislativa Marcos de Porteira, finalizou o expediente do dia iniciando o tempo livre para que os parlamentares pudessem fazer uso da Tribuna.

O vereador Beto da Ambulância defendendo a hipótese de que o problema com a iluminação das ruas do Município não sejam lâmpadas queimadas e sim na rede elétrica, o que não seria de responsabilidade do Município. Beto também mencionou que primeiro deveria se ver a quem cabe a responsabilidade do problema para não fazer cobranças indevidas.
Quanto ao pedido da construção de passagens molhadas o parlamentar sugeriu que a partir de agora seria mais interessante para a população da área rural que fosse feito requerimentos para a construção de pontes, pois passagens molhadas são paliativas que tem que ser refeito a cada final da estação das chuvas.

O vereador Murilo Força Jovem começou seu tempo livre comentando o seu requerimento e o do vereador Chalegre sobre a restauração do sistema de iluminação pública de Pombos, lendo no plenário a Lei nº 766/2010 que aprovada pela Casa legislativa no dia 18 de fevereiro de 2010, conferindo ao Município a responsabilidade pela manutenção e conservação do sistema de iluminação pública de Pombos.

Encerrando sua participação, o vereador ressaltou a necessidade da gestão municipal em fazer a capacitação dos servidores eletricistas para poder prestarem serviços de melhor qualidade a população pombense.

Para a vereadora Maria das Graças Bezerra (Neide de Roque do PMN) parabenizou os requerimentos dos vereadores Murilo e Chalegre pelos seus requerimentos, pois são de grande importância para a população.
Continuando, a vereadora denunciou a precariedade da estrada que dá acesso antiga Usina Nossa Senhora do Carmo dizendo que o estado é tão precário que as pessoas não estão querendo transportar o povo e suas mercadorias devido aos danos que causam aos seus veículos.

Outra indagação da vereadora foi o motivo da suspensão do transporte escolar causando evasão de alunos nas escolas. Neide também disse não entender o atraso do reinício do ano letivo do 2º semestre, pois só houve danos a uma escola devido às chuvas.

Finalizando, a parlamentar ressaltou que os alunos estão sendo penalizados por essa interrupção no transporte escolar, bem como o atraso no recomeço das aulas, tendo os mesmos que repor aulas aos sábados ou ficando uma hora a mais durante os dias de aula, para atingir a carga horária obrigatória.

Sendo o último a utilizar o tempo livre o vereador Chalegre atentou sobre os problemas da falta de transporte que está tirando os alunos da sala de aula, dizendo que no final do ano vão correr o risco de serem reprovados por falta.

Chalegre também levou a público que foi procurado por funcionários públicos do Município que o informaram que seus nomes foram para a relação de inadimplentes do SPC devido a um empréstimo consignado que foi contraído com uma instituição bancária, pelo quel a Prefeitura não fez o repasse para o respectivo banco.

O vereador deu como exemplo para a veracidade da denúncia feita pelos servidores o fato de sua própria esposa, que é funcionária pública do Município, ter contraindo um empréstimo consignado em uma instituição bancária e a Prefeitura descontou uma parcela a mais, até agora o dinheiro não havia sido repassado para que a instituição fizesse a devolução da parcela que foi paga a mais.

Após o término do tempo livre, o presidente da Casa legislativa encerrou a Sessão lembrando a todos que a reunião da quinta foi antecipada para o dia 9, devido à cerimônia de posse dos novos conselheiros tutelares que será realizada na Câmara Municipal no próximo dia 12.

Por Orlando Leite.