Ceclin
mar 27, 2012 8 Comentários


Denominar ruas é a única novidade na Câmara de Vitória

A sessão desta semana na Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão ocorrida na segunda-feira (26), a pedido do Vereador Sylvio Gouveia (PSB) em sessão anterior, deu-se em razão da passagem pelo aniversário dos 300 anos de evangelização da Paróquia Matriz de Santo Antão na terça (27). Contudo, essa foi a única mudança na reunião dos excelentíssimos vereadores vitorienses, pois a inatividade das últimas reuniões continua pairando na Casa Diogo de Braga.

Como de praxe, a reunião teve muito blá-blá-blá, somado a vários projetos de Lei sugerindo a mudança de nome de várias ruas em diversos Bairros da cidade e que pelo jeito que as coisas andam ninguém mais saberá em qual Rua estará morando devidamente em Vitória. Contudo, foi bastante discutido a situação do setor de Saúde no Município, ganhando a unanimidade entre todos os vereadores no tocante a construção de várias Unidades Básicas de Saúde, mas sem dispor dos recursos humanos necessários (sobretudo médicos), para que assim possa ser bem utilizado o recurso material, conforme abordado pelo vereador e líder do Governo na Câmara – Pedro Queiroz (PPS). “Não adianta fazer uma casa bonita, climatizada, com equipamentos de última geração, se não tem o material humano para manusear”, asseverou, sendo reforçado pela intervenção do vereador Dr. Saulo (PSB). Talvez insinuando a reinauguração por parte da Prefeitura do Centro de Fisioterapia, na Matriz, ocorrida na última sexta-feira.

Definitivamente a Câmara hoje vive em total declínio, pesando o fato de não haver nada de interessante a ser apresentado à população, pois mudança de nomes de “artérias” da cidade certamente não é o que a população vitoriense aguarda penosamente.