• Ceclin
dez 19, 2009 7 Comentários


DEMORA NAS FILAS DE BANCO: UMA VITÓRIA DA INJUSTIÇA

O vitoriense Jetro Lima processou o Banco Real pelo fato de ter passado mais tempo na fila do que o de costume, isto é, segundo ele afirma ficou mais de 07 horas na fila para ser atendido (infelizmente fato comum em Vitória de Sto. Antão, principalmente quando é final do mês), e impressionantemente a Doutora Juíza do Juizado Especial Cível de Vitória não reconheceu o dano moral do cidadão alegando que seria impossível tanta demora! (?)
Lendo a sentença quase caio para trás, pois todo mundo sabe que em Vitória ninguém ou quase ninguém é atendido no tempo que manda a Lei Municipal e a Estadual, muito menos em menos de duas horas de relógio é atendido, que o digam minhas tias quando vão receber a aposentadoria no Banco Real ou na própria Caixa Econômica.

Parece que a Senhora Juíza que não mora aqui, ficou tão impressionada que não acreditou: é uma pena, pois o mais comum é ter gente se reclamado das demoras. Tenho vários amigos que já passaram mais de 06 horas na fila do Banco Real para receber o salário da Prefeitura ou do Estado. Nos meses de Junho e Julho teve gente que saiu depois das 21 horas do Real e ninguém avisou à Juíza, que pena, estamos órfãos.

Será que estamos no Reino de Alice no País da Maravilha, tudo alienadamente perfeito?
O PROCON, como se sabe, já cansou de aplicar multas nos bancos de nossa Cidade, e o Cidadão quando recorre à Justiça, simplesmente a Senhora Juíza não acredita; tem gente que nunca pega fila de banco, não é?
Talvez São Tomé acreditasse, mas como a Justiça é cega… kkk
A sentença é tão estranha que quem quiser lê-la é só acessar o site do TJPE www.tjpe.gov.br e clicar no ícone Juizados Especiais, o número da mesma é 1777/2009-00.
Se puder… Boa leitura…

Matérias vinculadas:

NÃO É PESADELO, É REAL!

Por Orlando Leite.