Ceclin
Maio 16, 2017 0 Comentário


Delegado João Gaspar afirma que 65% dos assassinatos em Vitória já têm autoria definida

Delegado João Gaspar

Responsável em abrir e acompanhar os inquéritos investigativos a fim de elucidar os homicídios que acometem a região da Vitória de Santo Antão, a 17ª Delegacia de Homicídios situada no Complexo Policial de Vitória, no Bairro de Redenção, segue aborrotada de casos que a sociedade detém pouco conhecimento de seus resultados.

O Delegado João Gaspar, responsável pela 17ª Delegacia Regional, traz a experiência de já ter atuado na Força Tarefa de Homicídios da capital pernambucana, pelo qual recai sob sua equipe, apenas no acumulado até maio de 2017, cerca de 50 assassinatos apenas em Vitória de Santo Antão. “Posso assegurar que desses 50 homicídios precisamente 65% já se têm suas autorias definidas. As motivações que cercam estes assassinatos não são diferentes do que ocorre em outras cidades, de fato, a maioria das mortes se relaciona ao tráfico de drogas e entorpecente”, afirmou João Gaspar em recente entrevista a TV Vitória (canal 58).

O Delegado afirmou que ainda é baixo o número de efetivo para atuar no combate ao crime e na prevenção da violência. Ele considerou proveitoso o resultado da Operação Força no Foco ocorrida em Vitória no último dia 26 de abril, quando segundo ele, ajudou a acelerar inquéritos e identificar autores de crimes, “apesar de nossa deficiência estrutural”, acreditando que até o final do ano consiga concluir os inquéritos para encaminhá-los a Justiça Criminal.

Coronel Edvaldo Oliveira - Foto A Voz da VitóriaGaspar estimulou o uso do Disque Denúncia. “Precisamos da informação da sociedade para acelerar a elucidação dos crimes. O Disque Denúncia é um instrumento seguro que a população pode se utilizar”, finalizou.

SAÍDA DO 21º BPM – Há um mês comandando o 21º Batalhão da Polícia Militar Monte das Tabocas em Vitória de Santo Antão, o tenente-coronel Edivaldo Oliveira, se despediu na última segunda (15), através de nota, alegando que dará entrada ao seu processo de reserva, a fim de melhor acompanhar a família. Em seu lugar, designou-se Major PM Robério, enquanto que no sub-comando continua o Major Adriel.