Ceclin
mar 29, 2008 2 Comentários


Delegado da Vitória diz que delegacia requer melhorias

Delegado Nelson Souto Filho

Em Entrevista concedida ao correspondente do Blog, Bernardo Júnior, o Delegado da Vitória de Sto. Antão, Nelson Souto, afirma que a demanda é grande pois apesar das dificuldades estruturais está disposto a contribuir pela segurança dos vitorienses.
Nelson Souto de Araújo Filho, 38 anos, natural de Pesqueira, estava atuando como Delegado Titular de Triunfo, no sertão do Pajeú pernambucano. Assumiu desde 27/02/08 a Delegacia Municipal da Vitória. Segue a entrevista:


Blog – Delegado, qual a sua impressão na questão do efetivo policial local?

N.S.: Trabalhamos apenas com oito policiais que ficam encarregados da realização das investigações, pelo qual já pedi no mínimo o envio de mais cinco agentes, tendo em vista que ficamos com um número reduzido, pois a última equipe saiu junto com o amigo Delegado Dr. Valcir Martins.

Blog – Qual será a sua atitude a fim de amenizar o número de homicídios na nossa cidade?

N.S.: Vou me virando do jeito que posso, com as cartas que disponho. Bato novamente na tecla de reforçar o nosso efetivo. Só em janeiro foram registrados 16 homicídios, dos quais não foram descobertos seus autores. Na minha chegada já foram encaminhados 04 homicídios com autoria que era desconhecida, entre esses, o autor do homicídio que vitimou o Quinha. Foi preso e este é conhecido por Zumira – Anderson Aparecido da Conceição, de 26 anos. Foi detido em Vitória e era fugitivo de Canhotinho. Houve a participação neste caso de Zumira. Tanto na morte do Quinha como também do Reginaldo dos Santos Júnior. Houve ainda a participação de mais um elemento conhecido por Valmir Gigante.

Blog – O senhor se sente à vontade com sua chegada a Vitória?

N.S.: Estou feliz com a minha chegada à Vitória. Creio que o Município detém um potencial para o desenvolvimento. Salientando de que este desenvolvimento nos traz mais responsabilidade, mais trabalho. Vitória carece e deveria ter duas delegacias, uma específica para a Mulher e mais efetivos. Há um projeto já pautado acerca da montagem da Delegacia da Mulher e estamos aguardando a implantação da mesma.

Blog – Existe uma cobrança de sua parte no tocante as melhorias das condições físicas da Delegacia Municipal, o que pretende a respeito?

N.S.: Existe sim uma cobrança. Inclusive já foi encaminhado uma Comunicação Interna à 12º DA USPC (Unidade Seccional da Polícia Civil). A situação foi devidamente informada. Não temos como garantir um trabalho de qualidade, não há sequer internet aqui. Sofremos com a falta de viaturas policiais. Solicitamos dois computadores novos com impressora, máquina de Xerox, máquina digital para registrar crimes, filmadora, binóculos e até lanternas. Entre outros, tomamos a iniciativa de contratar do nosso próprio bolso uma pessoa para fazer a limpeza desta Delegacia Municipal.

Blog – Diante do fato, qual a tática que o senhor pretende usar na operação de prisões dos criminosos?

N.S.: Vou ser objetivo. A minha posição será pela seguinte frase: é primordial para o trabalho da Polícia Judiciária a elaboração de procedimentos policiais. Tem que haver estrutura. Só assim chegaremos a autoria e punição de crimes principalmente os hediondos e demais.

Blog – Agradeço pela entrevista. Boa Sorte neste seu novo desafio.

N.S.: Eu agradeço pela participação da imprensa, que até as vezes ajuda o trabalho policial. A imprensa no que depender deste titular, pode contar conosco, dentro da vias legais. Obrigado pelo espaço.

Reportagem: Bernardo Júnior.