Ceclin
abr 28, 2012 0 Comentário


CUT comemora Dia do Trabalhador com ato na 2ª

A Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE) definiu a sua programação para o Dia Internacional do Trabalhador (1º). As atividades começarão já na segunda-feira (30), a partir das 9h, na Praça da Independência, bairro de Santo Antônio, no Recife.

Em reunião da diretoria executiva, a CUT-PE decidiiu fazer um ato público e panfletagem para ampliar a coletar de votos no plebiscito nacional sobre o fim do Imposto Sindical. A mobilização intensifica as atividades que segue, em todo o Brasil, até o dia 15 junho, e faz parte da campanha nacional por liberdade e autonomia sindical.

Para os dirigentes da CUT-PE, o 1º de maio é dia de conscientizar os trabalhadores sobre a importância da liberdade de organização e democratização das entidades sindicais para manutenção de conquistas e ampliação de benefícios, como melhoria de condições de trabalho e renda.

De acordo com o presidente da CUT-PE, Sérgio Goiana, é preciso que os sindicatos sejam representativos, que defendam, de fato, os direitos dos trabalhadores, que lutem por mais conquistas e benefícios que melhorem a vida a qualidade de vida das pessoas. “Precisamos de liberdade de organização sindical, pois, sem isso, não vamos consolidar uma sociedade efetivamente democrática. Participativa, com distribuição de renda e justiça social”, enfatizou Goiana. Segundo o dirigente cutista, “o fim do imposto sindical é essencial para que isso aconteça”.

Para a CUT, o tributo compulsório, que equivale ao desconto de um dia de salário por ano de todos os trabalhadores com carteira assinada do País, contribui para aumentar o número de sindicatos fantasmas, que não representam os trabalhadores. A Central defende a substituição do imposto sindical por uma contribuição negocial, aprovada em assembleia após as negociações feitas pelos dirigentes.