Ceclin
out 15, 2008 0 Comentário


Crise não afeta projetos

De Magno Martins,
Coluna de hoje na Folha.

Na visão do governador Eduardo Campos (PSB), a crise nas bolsas que atinge principalmente os mercados americanos e europeus, pode mexer no Brasil em áreas que acabarão sendo benéficas para Pernambuco. Ele cita, por exemplo, o projeto da Petrobras de construir três refinarias no Nordeste.
Como a de Pernambuco é a que se encontra em nível mais avançado de investimento, o lógico é que o Governo Lula, segundo ele, no momento em que definir prioridades da administração de escassez impostas pela crise, deixe as duas outras – a do Rio Grande do Norte e a do Maranhão – em compasso de espera.
Quanto à fábrica que a Sadia instala em Vitória de Santo Antão e que, a princípio, seria paralisada pelo fato de o grupo ter perdido R$ 700 milhões em bancos que quebraram nos Estados Unidos, o governador acionou a direção da multinacional e recebeu uma notícia maravilhosa.
“Eles me disseram que o momento é de agilizar a obra, porque precisam recuperar o que perderam”, disse o governador, numa conversa, ontem, com este colunista. Por fim, Eduardo destaca que o estaleiro Atlântico Sul, da Camargo Correia, em Suape, também não sofrerá descontinuidade por causa da crise e que o cronograma deva ser cumprido religiosamente. Os primeiros navios, segundo ele, estarão sendo entregues em julho do ano que vem.
(Folha de Pernambuco).