Ceclin
fev 04, 2009 0 Comentário


Crime mexe com eleição em Pombos

O secretário de Defesa Social de Pernambuco, Servilho Paiva, determinou ontem que seja montado um esquema policial especial para combater a violência no município de Pombos durante a eleição suplementar para prefeito, que acontece no próximo domingo. Uma tentativa de homicídio na cidade pode mudar os rumos da campanha às vésperas da disputa. Na manhã da última segunda-feira, Valdeci Ribeiro Silva (PSB), candidato a vereador derrotado nas eleições de outubro, foi surpreendido dentro da própria casa por dois homens que o acertaram com sete tiros.

A candidata a prefeita Jane Povão (PR) se diz preocupada com o caso e veio pessoalmente ao Recife ontem pedir reforço policial para o secretário Servilho Paiva. “A política em Pombos é sempre acirrada. Esta é a segunda vez que alguém ligado a mim sofre um atentado. Assim como nós, a população está bastante apreensiva”, afirmou a candidata.

Logo depois da conversa em seu gabinete, na tarde de ontem, o secretário telefonou para os comandantes das Polícias Civil e Militar para determinar o reforço imediato da segurança na cidade. A assessora de imprensa da SDS, Major Paula, não informou o número de policiais que participarão da operação por “motivos estratégicos”.

Depois do encontro com Servilho Paiva, a candidata visitou Valdeci Silva, que está internado no Hospital da Restauração. Segundo Jane, a vítima está consciente e não informou se sofreu algum tipo de ameaça antes do atentado. O candidato derrotado passou por cirurgia ontem e seu estado de saúde é considerado estável.

Em julho do ano passado, o cantor Vanildo de Pombos, autor dos jingles da campanha de Jane Povão, foi assassinado a tiros na porta de casa. O crime está sendo investigado pela Delegacia Regional de Pombos. Mesmo sendo o segundo atentado contra pessoas ligadas à candidata, Jane prefere não confirmar se desconfia de crime político. O secretário de Defesa Social também é cauteloso ao classificar o caso. Por meio da assessoria de imprensa, Servilho Paiva disse que as investigações são muito recentes para se fazer qualquer observação.

O Posto Policial do Hospital da Restauração registrou um boletim de ocorrência e encaminhou o caso para a Delegacia de Pombos, que vai instaurar um inquérito e dar início às investigações.

Mesmo contra a decisão do PSB, que integra a coligação de Carlos Alberto (PTB), adversário de Jane, Valdeci apoia a republicana desde a eleição de outubro. Jane Povão foi vitoriosa na última disputa, mas não tomou posse porque seu vice, Patrício Magalhães, foi cassado pelo TSE. A candidata, que havia recebido 54% da preferência do eleitorado, colocou a empresária Adejane da Silva (DEM) no lugar do antigo vice. O adversário Carlos Alberto (PTB), candidato a vice-prefeito de Fátima Lucena (PTB) no último pleito, assumiu agora a cabeça da chapa.


Eduardo distante

O governador Eduardo Campos (PSB) não vai participar da campanha eleitoral no município de Pombos, onde a base governista concorre com dois candidatos, Jane Povão (PR) e Carlos Alberto (PTB). O socialista, no entanto, decidiu reforçar o palanque dos aliados que estão disputando com candidatos da oposição. Ontem, por exemplo, Eduardo esteve em Lagoa Grande para participar do comício de encerramento da campanha de Robson Amorim (PSB). Hoje à noite, planeja ir a Caetés, onde o PSB disputa a prefeitura com Aécio Cunha.

A postura do governador em relação às eleições suplementares de Pombos é a mesma adotada na disputa de outubro. Na campanha, ele não compareceu aos municípios onde a base estava dividida. Em Pombos, Jane Povão tem o apoio do deputado federal Inocêncio Oliveira (PR). O parlamentar, inclusive, participa hoje do comício de encerramento da campanha da candidata republicana. Já o petebista Carlos Alberto é aliado do deputado federal Armando Monteiro Neto (PTB).
(Diário de Pernambuco)