• Ceclin
jul 15, 2008 2 Comentários


CPRH realiza audiência pública sobre empreendimento Perdigão

A Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (CPRH) realiza audiência pública, hoje – dia 15 de julho, referente à implantação do Complexo Agroindustrial da Perdigão no município de Bom Conselho, região do Agreste Setentrional, a 266 quilômetros do Recife. O evento, que começou às 9h30, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), na rua Capitão Lisímaco, s/n, tem como objetivo a apresentação e discussão do processo de licenciamento ambiental da Perdigão Agroindustrial S/A e Batávia S/A Indústria de Alimentos. A expectativa é reunir cerca de mil pessoas, incluindo os moradores de áreas circunvizinhas.
A audiência pública integra o processo de licenciamento ambiental e representa o momento em que o empreendedor, através da empresa que elaborou a avaliação ambiental, apresenta explicações referentes ao projeto, como os benefícios e eventuais impactos que a obra trará ao local, inclusive ao meio ambiente, e as medidas a serem adotadas para minimizá-los.
“A participação da população é de fundamental importância, uma vez que pode fazer questionamentos e sugestões à mesa diretora. Dessa maneira, configura-se a transparência às questões ambientais que afetam a população no entorno dos grandes empreendimentos”, explica o diretor-presidente da CPRH, Hélio Gurgel, acrescentando que todos os questionamentos são respondidos e, posteriormente, incorporados ao processo do licenciamento.
O trabalho de mobilização popular está sendo realizado pela CPRH nos municípios de Bom Conselho, Garanhuns, São João, Palmeirina, Correntes, Terezinha, Brejão, Lagoa do Ouro, Paranatama, Saloá, Iatí e Águas Belas.
A audiência segue o modelo de evento sustentável, por isso, momentos antes de seu início, será celebrado um Termo de Compromisso entre a CPRH, o empreendedor e prefeitura municipal, para o plantio simbólico de mudas de espécies da Mata Atlântica, com objetivo de reduzir a emissão do gás carbônico (CO2) emitido durante o evento. As mudas, doadas pela Agência, serão plantadas com a presença de alunos de escolas municipais. Todo o material usado na montagem do evento também será reciclado ou reutilizado.
Localização - Esta será a 33ª unidade industrial da empresa no Brasil e a segunda, no Nordeste. A área do empreendimento está localizada às margens da PE-216, no km 46 de Bom Conselho. A unidade vai trabalhar com produção de embutidos (industrializados) como salsichas, mortadelas e lingüiças curadas, com capacidade total de produção de 5.940 toneladas por mês. Na mesma área da unidade, estará operando também a fábrica de laticínios, onde serão produzidos leite longa vida, iogurtes e derivados do leite. Haverá, ainda, um Centro de Distribuição para o Nordeste. Está prevista também a implantação de uma fazenda experimental nas proximidades do complexo, onde serão buscadas melhorias na genética dos rebanhos, redução de preços e melhoria de produtividade.
A opção da Perdigão por Bom Conselho, que possui 43 mil habitantes, deve-se à existência de uma bacia leiteira no município, que é uma das maiores do Estado, com uma produção de cerca de 880 mil litros por dia. O terreno do complexo possui uma área total de 100 hectares, sendo 69.702,09 metros quadrados de área construída, o equivalente a 6,9 hectares. O investimento é da ordem de R$ 280 milhões. A expectativa é que a primeira fase seja concluída no primeiro semestre de 2009. Para abastecer a fábrica, a matéria-prima virá de outras unidades da empresa. Mas a intenção da companhia é incentivar o desenvolvimento de fornecedores locais de matéria-prima e suprimentos em geral. (Núcleo de Comunicação Social e Educação Ambiental/CPRH)