Ceclin
out 22, 2011 1 Comentário


CPI em Moreno encerrou o caso dos fantasmas

Portal Leo&Cia

Chegaram ao fim os trabalhos da CPI que investigou as denúncias de funcionários fantasmas na Câmara Municipal do Moreno. Os trabalhos duraram aproximadamente seis meses. Nesse período a comissão ouviu os depoimentos de seis pessoas e chegou a conclusão de que a empresa Agreste Assessoria é a única culpada neste episódio.

Segundo o relatório final, a responsabilidade pela inclusão dos dados no INSS que alguns funcionários da Câmara recebiam R$ 3,5 mil foi apenas da empresa, e que não houve nenhum dano ao erário público, ou seja, o pagamento desse salário nunca existiu. Para a comissão o que de fato aconteceu foi uma falha.

A CPI vai enviar o documento final para o Ministério Público, para Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos e a Prefeitura Municipal. Ainda no texto foram feitas algumas recomendações, como: Parecer do Tribunal de Contas sobre o contrato entre a PMM e a Agreste Assessoria. Informações por parte da prefeitura sobre a sindicância instaurada e pronunciamento do executivo sobre o equívoco e as providências tomadas.

A comissão foi formada por: Presidente – Ubirajara Paz; Vice – Givaldo Gonçalo; Relator – Marcelo Bruno; Membro – Admilson Barbosa; Membro – Romero Arcoverde.