Ceclin
jun 03, 2009 1 Comentário


Conta de luz menor para o Minha Casa, Minha Vida

MEDIDAS assinadas ontem vão beneficiar famílias com até três salários

JAMILLE COELHO

Além de arcar com parcelas de R$ 50 ou até 10% da renda familiar para a compra da casa própria, as pessoas de baixa renda contempladas pelo programa Minha Casa, Minha Vida irão consumir energia elétrica de maneira eficiente, através de convênio firmado ontem entre a Caixa Econômica Federal e a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). Com a parceria, a Celpe irá instalar lâmpadas econômicas nas moradias, além de doar geladeiras de baixo consumo. Nas localidades onde houver demanda de chuveiros elétricos, serão implantados aquecedores solares d’água. As medidas beneficiarão famílias com renda de até três salários mínimos.
No acordo, a Celpe se compromete em fornecer, para casa moradia, cinco lâmpadas fluorescentes compactas eficientes, que serão instaladas na sala, quartos e cozinha. As instalações elétricas das unidades serão de responsabilidade da Caixa Econômica. Para receber a geladeira, os critérios são: ser cliente residencial monofásico, moradores de bairros populares que tenham consumo mensal acima de 80 kWh e que possuam um refrigerador em condições precárias para ser substituído. Já os aquecedores serão destinados aos municípios que possuem clima mais frio e sejam viáveis, conforme os parâmetros estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Todos os equipamentos têm selo Procel/Inmetro.
Segundo o presidente da Celpe, José Humberto Castro, a parceria com a Caixa vem potencializar o programa de construção habitacional para a população de baixa renda, na medida em que incentiva o uso eficiente de energia”. O Grupo Neoenergia procurou a Caixa para implantar o programa porque a grande maioria das pessoas inseridas no Minha Casa, Minha Vida são de baixa renda e, dificilmente, esse público tem o conceito formado sobre consumo de energia eficiente. Os reflexos positivos não só para as finanças do consumidor, mas, sobretudo, para o meio ambiente”, comenta Castro. Desde o início do programa Eficiência Energética, a Celpe já distribuiu 10 mil geladeiras e 300 mil lâmpadas.

Leia também

Selo vai classificar sustentabilidade