• Ceclin
set 18, 2008 0 Comentário


Congresso debate os rumos da educação

Professores e especialistas de diversas partes do Brasil e do mundo estão reunidos em Pernambuco para debater a educação como caminho para a realização de sonhos.
O VI Congresso Internacional de Tecnologia na Educação começou ontem e segue até amanhã, no Centro de Convenções, em Olinda, com o objetivo de gerar reflexões profundas a cerca do cenário educacional contemporâneo.
O evento foi aberto às 14h pelo presidente do Sistema Fecomércio/Senac/Sesc, professor Josias Silva de Albuquerque. Nessa edição, o congresso tem como tema Educação: Caminho para a Cidadania. E ninguém melhor para realizar a primeira palestra do que o ex-menino de rua e pedagogo Roberto Carlos Ramos.
Mineiro, viveu dos 6 aos 13 anos de idade longe da família como interno da Febem de Belo Horizonte, de onde fugiu 132 vezes. Analfabeto, usou drogas e roubou nas ruas da cidade. Foi de encontro às estatísticas e se tornou educador.
Na palestra de ontem, cujo tema foi A Arte de Construir Cidadãos, usou de bom humor, mas foi enfático ao falar de auto-estima para centenas de professores que lotaram o Teatro Guararapes. “Nós, professores, somos acostumados a trabalhar a auto-estima do aluno. Mas não podemos esquecer a nossa”, afirmou.
Em seguida, o ex-secretário de Segurança Cidadã de Bogotá, Hugo Acero, e a secretária-geral do Ministério da Educação da capital colombiana, Noemi Arias, participaram de mesa-redonda com o tema Educação, Segurança e Cidadania: a experiência de Bogotá.
Hoje, o congresso tem início pela manhã, com 11 palestras. Entre elas, uma discussão sobre era digital e os impactos da tecnologia na educação, com o professor Antônio Carlos Xavier.
À tarde, será apresentado um painel intitulado Qualidade e Eqüidade nos Processos de Formação Profissional, com a professora uruguaia Sara Silveira. (Jornal do Commercio).