• Ceclin
out 21, 2019 0 Comentário


Confira as últimas ocorrências de homicídios em Gravatá

Até setembro de 2019, a cidade de Gravatá, Agreste pernambucano, havia registrado 48 homicídios. Os dados são da Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco. Só em setembro foram 10 homicídios registrados, sendo o mês com mais crimes letais no ano.

Confira resumo dos últimos crimes letais registrados em Gravatá… 

OSSADA

Ossada humana, possivelmente de uma mulher, foi encontrada debaixo de viaduto da Rodovia BR-232, em Gravatá. No local estavam um crânio, um aparelho celular, roupas, cabelos e cartões de crédito em nome de Aveni de Lira Fernandes. No ultimo dia 18 de outubro a Polícia Civil enviou para exames de DNA junto ao Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife.

Matheus Pereira da SilvaDESAPARECIDO

Um adolescente de 16 anos que estava desaparecido desde o dia 11 de outubro foi encontrado morto no dia 17 de outubro, no bairro da COHAB, em Bezerros. Sem dar pistas para onde iria, Matheus Pereira da Silva (foto) foi notificado como desaparecido na 62ª Delegacia de Polícia Civil, e desde então ninguém soube dar detalhes de onde o rapaz estava. Preocupados, os familiares deram início a uma série de buscas, e para infelicidade de amigos e familiares, Matheus foi encontrado morto e esquartejado, sendo reconhecido mediante uma tatuagem que ele possuía numa das mãos.

TIRO DE 12

No dia 15 de outubro um crime de morte foi registrado na zona rural de Gravatá. João Marcone, 41 anos, foi assassinado com tiros de espingarda calibre 12. A ocorrência foi registrada no Sítio Telha Branca na casa em ele que residia.

FACA PEIXEIRA

Um homem de 52 anos foi morto com golpes de faca peixeira no dia 13 de outubro em um bar localizado na Volta do Rio, em Gravatá. Francisco Vitorino da Silva trabalhava como caseiro numa chácara próximo ao local do crime. O autor do crime havia anteriormente discutido com ele quando ao reencontrá-lo desferiu os fatais golpes de faca peixeira, atingindo o pescoço e o tórax de Vitorino.

Duplo homicídio registrado na zona rural de GravatáPRISÕES

Agentes da Polícia Civil de Gravatá prenderam no dia 24 de setembro duas pessoas suspeitas de cometerem duplo homicídio em Gravatá que vitimou Alexandre José da Silva e Genivaldo Pedro da Silva Filho, ocorrido em 21 de agosto deste ano (foto). Os mandados foram expedidos pela Vara Criminal do Fórum local contra José Luís dos Santos Bisneto, de 19 anos, e João Pedro Severo da Silva, 26. As vítimas moravam na cidade de Caruaru e foram levadas para a Rodovia PE-078 que liga Gravatá ao distrito de Avencas, zona rural da cidade, quando foram executadas com tiros na cabeça. A morte teria sido motivada por dívida entre uma das vítimas com os criminosos.

DUPLO

Dois rapazes foram assassinados a tiros no dia 24 de setembro em Gravatá. O crime ocorreu à poucos metros da Avenida Cícero Batista de Oliveira, às margens da Rodovia BR-232, bairro Nossa Senhora das Graças. Samuel Adeildo dos Santos, 20, e Diego Henrique Oliveira de Brito, 27, foram mortos por dois homens que efetuaram vários disparos de arma de fogo. Moradores informaram que uma das vítimas morava em São Lourenço da Mata, no Grande Recife, e que possivelmente teria fugido após contrair dívida com drogas.

COVA RASA

O corpo de um homem foi encontrado enterrado próximo de uma residência localizada no Sítio Limeira, zona rural de Gravatá. A ocorrência se deu no dia 24 de setembro. A vítima, Jacosin Bento (Jacó), era uma pessoa perigosa e costumava praticar assaltos naquela região, inclusive instalando arame farpado para derrubar motoqueiros e praticar roubo majorado, segundo a PM. Ele estava desaparecido há 08 dias e seu corpo estava próximo da casa de um vizinho. O laudo do IML vai descobrir de qual forma o rapaz foi morto.

BOATE

Na madrugada do domingo (22/09),  numa boate localizada às margens da Rodovia BR-232, em Gravatá, Edilson Gomes da Silva, 34 , foi atingido por disparos de arma de fogo dentro da boate, após desentender-se com um homem. A vítima mantinha uma pequena casa de jogos de azar em Vitória de Santo Antão, e não possuía passagem pela Polícia. A Polícia Civil foi informada que a vítima mantinha relações com uma mulher, a qual também mantinha relações com o autor do crime, caracterizando inicialmente crime passional.

PERFURAÇÃO BOCA

Um crime com requintes de crueldade foi registrado no dia 21 de setembro no Centro de Gravatá. Um homem, cuja identidade não foi revelada, foi morto durante desentendimento com outra pessoa que estava num alojamento existente no antigo prédio da Canção Nova, localizado na Rua São Vicente de Paula. Durante a briga, um homem usou uma barra de ferro para perfurar a cavidade bucal da vítima, que caiu sem vida. Logo depois, a PM conseguiu deter Jurandir, conhecido como ‘Cuscuz’ de 56 anos, pelo qual foi conduzido para Delegacia local e autuado por homicídio.

ENTEADO

Uma ocorrência inusitada foi registrada no dia primeiro de setembro, no Bairro Novo, em Gravatá. Um homem, cujo nome não foi divulgado, foi esfaqueado pelo próprio enteado. O fato foi registrado na Rua São Benedito, próximo ao Largo da Caixa D’água. Segundo relatos, a faca usada na agressão quebrou nas costas da vítima que conseguiu sobreviver e retirar o objeto do corpo.

PAQUISTÃO

No dia 24 de agosto, Filipe Honório da Silva, 26, ex-presidiário, foi assassinado com disparos de arma de fogo na cabeça. O crime ocorreu na Avenida Brasil, bairro Alpes Suíço, numa comunidade conhecida como “Paquistão”, zona norte de Gravatá.

CAIC GRAVATÁ 

Emerson Mel foi assassinado a tiros na comunidade do CAIC, zona sul de Gravatá, no dia 18 de agosto. O rapaz teria tentado fugir, mas não conseguiu escapar dos autores do crime, morrendo com ferimentos na cabeça quando tombou na Rua José Perígio de Lucena, próximo da casa onde morava.

PRADO 

No dia 17 de agosto, um crime de morte se deu na Rua São Luiz, bairro do Prado, em Gravatá. Sami Ferreira da Silva, 36, foi alvejado por diversos disparos de arma de fogo, não resistindo e morrendo local. Outra pessoa que passava pelo local também foi alvejada por tiros, sendo socorrida.

 LEIA TAMBÉM:

Em Gravatá, grupo de criminosos estaria se preparando para um assalto quando a Polícia descobriu