Ceclin
dez 04, 2019 0 Comentário


Concurso IBGE tem mais dois editais confirmados. Confira os cargos

Segundo o coordenador, mais dois editais estão confirmados.

Folha Dirigida

ConcursoO concurso IBGE tem mais dois editais confirmados. A informação foi passada à FOLHA DIRIGIDA, pelo coordenador de Recursos Humanos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Bruno Malheiros. A distribuição de cargos, por edital, também já foi revelada.

Segundo o coordenador, mais dois editais estão confirmados. Um deles trará as vagas para agente censitário municipal e agente censitário supervisor. Ambas as carreiras têm o nível médio como requisito e somam 29.678 vagas, conforme a portaria autorizativa publicada em agosto. Os ganhos para as funções são de R$2.400.

Já o outro edital confirmado é o de recenseador, com 196 mil vagas autorizadas. Neste caso, a carreira tem o nível fundamental completo como requisito e um salário variável, conforme a produção.

Ainda de acordo com o coordenador de Recursos Humanos do IBGE, alguns cargos não terão mais concurso. Neste caso, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística não realizará seleção para as carreiras de supervisor e recenseador PA.

Ambos os cargos somam 5.404 vagas, conforme a portaria autorizativa. Desta forma, sem estas carreiras, os próximos concursos do IBGE terão uma oferta de até 225.802 vagas temporárias e não mais 231 mil oportunidades, conforme previsto no aval de agosto. Até o momento, segundo Bruno Malheiros, não há uma previsão de publicação dos dois editais já confirmados. Isso porque as vagas por região ainda estão sendo fechadas.

Além disso, o coordenador informou que, após estas seleções, haverá ainda concurso para supervisor (call center) e codificador censitário. A escolaridade para estas carreiras ainda não foi revelada, assim como seus salários. No entanto, conforme a portaria autorizativa, ambos os cargos têm 124 vagas previstas. Conforme a retificação da portaria autorizativa, todos os editais previstos para o concurso IBGE deverão ser publicados até maio de 2020. Com a prorrogação, as contratações, antes previstas para janeiro de 2020, deverão ser adiadas para os meses seguintes.