Ceclin
mar 03, 2020 0 Comentário


Comissão da Cidadania aponta que Governador perde votos em Vitória de Santo Antão

Comissão cidadania Vitória PE

Alguns membros mais conservadores da Comissão Permanente da Cidadania em conversa reservada no colegiado vitoriense afirmam que não votarão em candidatos que tenham o apoio do Governador Paulo Câmara (PSB), devido que nos últimos meses reiteradas fiscalizações do Batalhão de Trânsito – BPTran (amarelinhas) e equipes do Detran (Fiscalização da Lei Seca) visitaram a cidade da Vitória de Santo Antão encontrando irregularidades documentais nas motocicletas, com grandes apreensões, como ocorreu também em outras grandes cidades do interior pernambucano.

Com as blitz, houve considerável redução da violência (homicídio e acidentes com motos, com mutilações e óbitos), aliviando a sobrecarga no Sistema Único de Saúde (SUS). Porém, a notícia de algumas ocorrências de abusos de autoridades e protestos de motoqueiros contra as blitz’s, sensibilizou o Governo do Estado para a retirada total das fiscalizações. Todavia, vários segmentos da sociedade afirmaram que “se houve abusos por parte dos policiais, que a Corregedoria apure e puna”. Se a fiscalização permanece com resultados positivos em outras cidades, por que foi retirada de Vitória?, questionam.

Segundo a Comissão, a população está desassistida em termos de Segurança Pública. “Falta policiamento ostensivo e preventivo, constitucionalmente é dever do Estado prover os meios de segurança com parcerias do Governo Estadual, Municípios e Sociedade Civil. A omissão do Estado contribui para o aumento da impunidade, a impunidade alimenta a violência”, apontaram.

O bispo Cláudio Andrade, presidente do Conselho Federal de Juízes de Paz Eclesiástico com sede no Rio de Janeiro, recomenda uma participação efetiva das igrejas e entidades da sociedade civil e do Governo para consolidarem a cultura da paz. “Que toda denúncia de violação de direitos humanos seja apurada em Vitória e em todo o País. Dessa forma, estamos com fé e esperança de que o Governo de Pernambuco faça uma reavaliação para reconquistar a confiança da população vitoriense”, sentenciou.

Ato Normativo 

O pastor Cephas Reinaux da Igreja Presbiteriana em Vitória, tendo participado do quadro de diretores de Assistência Social, deixou a diretoria do Escritório Vitoriense de Direitos Humanos, sendo substituído pelo Dr. Sandro Batista dos Santos na diretoria da entidade. Fica registrado em Ata o excelente trabalho do Pr. Cephas. O Dr. Sandro, doravante será o responsável pelo trabalho educativo sobre cidadania nas escolas da rede pública municipal.

Presidente visita Promotor da Cidadania 

A Dra. Joseneide Adriana acompanhada do ouvidor Wilson Brito e do Dr. Aluisio Jorge do Departamento Jurídico, estiveram reunidos na sede do Ministério Público com o Dr. Rodrigo da Costa Chaves, numa reunião descontraída com objetivo de traçar metas para 2020. O Dr. Rodrigo recebeu algumas reivindicações e um relatório de 2019 de serviços prestados pelo Escritório, fortalecendo as parcerias do MP e entidades da Sociedade Civil.

da Assessoria