• Ceclin
out 02, 2017 0 Comentário


Com primeiro mandato em Vitória, Partido Verde reforça campanha de filiação

Com 38 vereadores e apenas um vice-prefeito eleitos em todo o Estado, o PV pretende nas próximas eleições conquistar uma vaga de deputado Federal. Fotos: A Voz da Vitória/AVV Imagem

Com 38 vereadores e apenas um vice-prefeito eleitos em todo o Estado, o PV pretende nas próximas eleições conquistar uma vaga de deputado Federal. Fotos: A Voz da Vitória/AVV Imagem

por Lissandro Nascimento

Fundado pelo líder comunitário vitoriense Alemão no ano de 1993 no Município da Vitória de Santo Antão, o Partido Verde (PV) teve que passar duas décadas para conseguir conquistar uma vaga na Casa Diogo de Braga, alcançada nas eleições de 2016, quando elegeu José Antonio da Rocha, mais conhecido por Marcos da Prestação, com 1.493 votos. Natural de Vitória, o novo parlamentar atua como comerciante no ramo de confecções e também na área da construção civil.  Marcos foi o único eleito na coligação liderada pelo candidato a prefeito da sigla, o empresário Zé Catinga que ficou no último lugar na disputa pela Prefeitura. Por sinal, Catinga não compareceu ao evento, o que denota sua ausência nas atividades políticas, apesar de ainda se encontrar filiado ao partido.

Empolgado pelo espaço conquistado, os filiados e simpatizantes do PV realizaram um evento no último sábado (30/9), na Câmara Municipal, para reforçar sua campanha na busca por novos adeptos, além de comemorar os 10 anos de filiação do comerciante Carlos Alberto, presidente municipal da legenda.  O evento político foi bastante prestigiado por personalidades políticas e civis vindos de inúmeros municípios pernambucanos. “Minha experiência política no PV nos trouxe acúmulo para entender que política se faz com dialogo, mesmo sabendo que as discordâncias estão sempre presentes, o que importa é que ao longo da nossa atuação prevaleceu o respeito junto a todas as forças políticas do nosso Município”, pontuou Carlos Alberto.

Com 38 vereadores e apenas um vice-prefeito eleitos em todo o Estado, o PV pretende nas próximas eleições lançar uma chapa própria com candidatos a deputado estadual e trabalhar apenas um nome para ver se consegue assegurar uma vaga de deputado Federal. Carlos Augusto, presidente estadual do PV, durante o evento em Vitória, parabenizou a condução do mandato de Marcos da Prestação, aproveitando também para realçar os laços políticos que têm com Carlos Alberto “construídos na base do diálogo e mútuo respeito”.

Marcos, Augusto e Alberto Partido Verde - Fotos A Voz da Vitória

Vereador Marcos da Prestação, Carlos Augusto e Carlos Alberto juntos pela pauta da sustentabilidade ambiental. Fotos: AVV / Imagem

Primeiro suplente do Senador Fernando Bezerra Coelho (agora PMDB), o PV tem a possibilidade de assumir a vaga no Senado, caso FBC seja eleito governador nas eleições de 2018, tendo em vista que a família Coelho vem se articulando pesado para se viabilizar na disputa contra o atual governador Paulo Câmara (PSB). Último colocado na disputa pela Prefeitura do Recife, ano passado, Carlos Augusto pretende chegar em 2018 com o partido estruturado para conquistar mandatos no Legislativo. “Nosso partido não é citado na Operação Lava Jato e por isso devemos alertar a população nas eleições de 2018 de ‘separar o joio do trigo’, e propor uma ação política no combate a violência urbana, atingida sobretudo pelo tráfico do Crack, quando certamente será uma pauta presente no debate eleitoral”, sugeriu Augusto que é filiado há 30 anos no PV. Para ele, o País vive uma crise de identidade de complexa análise, contudo, defendeu que o pleito de 2018 trará uma chance de construir novas alternativas junto com a população.

PV Vitória 2017Convencido há três anos que fez a escolha certa em ter ingressado no PV, o vereador Marcos da Prestação foi elogiado por todos que discursaram no evento. Ele ressaltou seu grau de compromisso com o Partido Verde e a luta pela sustentabilidade ambiental, quando pretende pautar seu mandato na busca pelas melhorias urbanas. Marcos anunciou que em breve trará um projeto socioambiental que conseguiu viabilizar para Vitória de Santo Antão, mostrando-se empolgado com a conquista que preferiu ainda não revelar. O parlamentar parabenizou Carlos Alberto pela condução do partido em Vitória e salientou que, mesmo que a sua sigla não faça parte do governo Aglailson Júnior (PSB), o seu mandato na Câmara está alinhado no apoio a atual administração, compondo a base aliada, bem como exercendo a segunda vice-presidência na Mesa Diretora da Câmara Municipal. “Minha relação com a Prefeitura tem sido atenciosa e com postura crítica construtiva. Tenho sido devidamente atendido pelo senhor prefeito”, destacou.

Prestigiaram o evento do PV, o vice-prefeito Dr. Saulo Albuquerque (SD), os vereadores Mano Holanda (DEM), Lourinaldo Júnior (PMDB), Xanuca (PSD), o presidente da Associação Comercial de Vitória – Gilvan Leonel, vereador de Gravatá pelo PV – Gustavo da Serraria acompanhado de Luiz Carlos, bem como Gera – Secretário Geral do PRTB-PE, Jornalista Claudia Montes, Paulo Fernando – Presid. da ABlogPE, empresário Antônio de Lemos (PSC), Willington Cabeleira (da Secretaria de Indústria de Vitória), Helder Sostenes (PSol), Alvinho Patriota (Salgueiro), Isaque (Itamaracá), Lucena (São Lourenço da Mata), além de representantes da Estadual do PV e da FASUP situada em Paulista (RMR).