Ceclin
abr 01, 2009 23 Comentários


CLIMA CALMO NA CASA DIOGO BRAGA

Na 9ª Sessão Plenária do mandato 2009/2012, iniciou-se a Sessão do dia 31.03.2009, presidida pelo Vereador Manoel de Holanda (PMDB).

Presentes: Vereadores Sylvio Gouveia (PSB), Sandro da Banca (PR), Everaldo Arruda (PSDB), Manoel de Holanda (PMDB), Frazão (PR), Irmão Duda (PSDC), Dr. Saulo (PSB) e Novo da Banca (PSB).

Ausentes: Jose Aglailson (PSB), Geraldo Enfermeiro (PSB) e André Saulo (PMN).

Parece que a ausência dos vereadores Geraldo e Aglailson, tornaram o ambiente da sala Severino Cândido Carneiro, mais leve. É aguardar a próxima sessão, para podermos fazer um conceito mais apurado da situação.

A galeria mais uma vez lotada de pseudo-partidários do PSB, todos fardados de vermelho, e acompanhados de crianças, desembarcados de um ônibus, que segundo observadores, teriam vindo da região da Arábia Saudita, que é geograficamente aquela Vila invadida por ordem do líder desordeiro de nossa cidade.

Enquanto não se iniciava a Sessão, observava-se que muitas crianças faziam das dependências externas da Câmara, um verdadeiro Playground, por sinal, por pouco uma das crianças não quebra o mastro central das bandeiras, ao iniciar movimentos vibratórios no mesmo, necessitando da intervenção do segurança da Câmara, para que um acidente grave não acontecesse, com a queda do mastro que tem aproximadamente 7 metros de altura.

Havia mais uma vez um certo tumulto, diante da quantidade de presentes a galeria, mais que foi desta vez facilmente contornado, com a chegada de uma guarnição da Policia Militar de Pernambuco, que desta vez recebeu ordens para permitir apenas que na galeria ficassem apenas as pessoas já sentadas e devidamente compostas.

Quase com precisão britânica, às 20:03 h., o presidente fez a chamada para os pares se fazerem presentes ao plenário, para dar início a Sessão.

Às 20:07 h., deu-se o início da Sessão, com leitura da ata anterior, pelo lº secretário Everaldo Arruda, dando ciência da portaria recém assinada pelo mesmo, proibindo a presença de pessoas trajadas com bermudas, camisetas e armas de qualquer tipo. A questão é, conseguirá ele inibir a entrada de um dos vereadores, onde sabe a população, o mesmo anda armado esteja onde estiver?

Às 20:10 hs, iniciou-se o pequeno expediente, com leitura de ofícios da Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco, com informação de composições de algumas comissões daquela casa. Logo após iniciou-se o show de requerimentos.

Os quais, 11 destinados à Secretaria de Obras, com assuntos corriqueiros ligados a reparos, construção de calçamentos, manutenção de luminárias, lombadas etc.
1 Votos de Aplauso, à Policia Militar,
1 destinado a ativação de Posto de Saúde de Pacas.

Às 20:18 hs, iniciou-se o grande expediente, subindo a tribuna o vereador Sylvio Gouveia, fazendo alusão a presença dos sem tetos presentes, ou invasores presentes, que estão prestes a serem retirados por ação conjunta da SEHAB e Prefeitura, já com uma garantia de em pouco espaço de tempo terem seus anseios satisfeitos com a construção de mais 800 casas a serem construídas pelo Estado.

Falou ainda da interessante presença maciça na galeria da Casa nos últimos dias, para que as pessoas vejam como funciona os trabalhos da Casa, e que a maior decepção de um vereador é colocar tantos requerimentos em pauta para apresentação ao Poder Executivo, e ver que na maioria dos casos, são totalmente esquecidos. (e nós nos perguntamos, até quando vamos presenciar estes atos retrógrados por parte dos vereadores? Por que ao invés de requerimentos, não iniciam um trabalho de consolidação de lideranças com a criação das RPA’S – Regiões Políticos Administrativas, com o fechamento sobre a constante elaboração e acompanhamento dos orçamentos participativos?)

Depois, subiu à tribuna o Vereador Dr. Saulo, com o primeiro discurso equilibrado nos primeiros 90 dias de legislatura. Fez referência ao trabalho do Reflorestágua, onde houve uma palestra apresentada pela Sra. Elizabete, último dia 28.03, no salão nobre do Instituto Histórico, fazendo alusões aos vários problemas enfrentados pelo coitado Tapacurá, onde o presidente tomou como requerimento verbal, solicitando ao vereador Dr. Saulo que faça contatos com o grupo Reflorestágua, a fim de ser marcada uma Audiência Pública para apresentação dos trabalhos daquela ONG no plenário da Câmara.

Falou ainda de sua visita recente a comunidade de Dr Alvinho, onde verificou “n” problemas sociais, entre eles crianças com sérios problemas dermatológicos, pelo contato constante com os esgotos que seguem a céu aberto.
Por fim, fez referências a vila do loteamento conceição (Arábia Saudita), deixando transparecer o seu posicionamento contrário ao movimento de invasões que foi realizado naquela área, mesmo sabendo do grande déficit habitacional, mas se mostrou preocupado com alguns aproveitadores que são proprietários de residências na cidade, mas mesmo assim, se aproveitam destes movimentos desordenados para tirar proveito, excluindo assim a chance de pessoas realmente necessitadas.

Votada a aprovação dos requerimentos em Bloco, foram todos aprovados.

Às 20:32 hs o presidente encerrou a Sessão, anunciando a próxima Sessão Ordinária já para amanhã, 02.04.2009 as 20:00 hs.

Com isso, encerramos a nona Sessão de 2009, com apenas um único e polêmico projeto de origem do Executivo, de uma simples reforma administrativa, com redução de Secretarias e ajuste de salários de cargos comissionados, há anos defasados.

Temos assim, para todo este estressante trabalho, gastos oficiais aos cofres públicos na ordem de R$ 710.000,00 nos primeiros noventa dias de mandato, ou seja R$ 64.545,45 por vereador.
por Elias Martins,
Colunista do Blog.