Ceclin
fev 04, 2021 0 Comentário


Circuito Cepe de Cultura lança edição de Carnaval e reúne ícones da folia pernambucana

A magia do Carnaval não tomará conta das ruas este ano por conta da pandemia de Covid-19, mas nem por isso a festa deixará de acontecer. Em formato digital, o  Circuito Cepe de Cultura será realizado na próxima semana, entre os dias 9 e 11 de fevereiro, reunindo ícones e nomes de peso, como os maestros Duda e Formiga, Claudionor e Nonô Germano, Jota Michiles, Getúlio Cavalcanti, Spok, Nena Queiroga e Almério, em uma grande celebração ao Carnaval.

A edição presta homenagem a Antônio Maria (1921-1964), poeta, jornalista, compositor pernambucano, autor de clássicos como Frevo nº 1 do Recife e Manhã de Carnaval, cujo centenário de nascimento é comemorado em 2021.

A programação, gratuita e em tempo real, está ancorada no portal circuitoculturalpernambuco.com.br. Durante os três dias do evento, shows musicais, mostra de filmes, oficinas de criação de fantasias e adereços, apresentações de blocos  e bate-papos reunindo mestres do Carnaval em seus mais diversos ritmos e multiplicidade artística.

O presidente da Cepe, jornalista Ricardo Leitão, assegura que a retomada dos eventos virtuais foi decidida depois da experiência considerada exitosa de 2020. Entre os meses de setembro e dezembro, o circuito digital ofereceu mais de duzentas atrações, reunindo cerca de 50 escritores e realizadores da cultura local e da cena nacional. Para 2021, três edições do Circuito Cepe de Cultura  estão previstas para fevereiro, abril e junho, tendo curadoria da Fundação Gilberto Freyre.

De acordo com a gerente editorial da FGF e curadora do Circuito Cepe de Cultura, Jamille Barbosa, a programação desta primeira edição é genuinamente e potentemente pernambucana. “Ela mesclará depoimentos e sonoridades do frevo, do maracatu, do caboclinho, reunindo escritores, compositores, maestros, músicos, intérpretes e bailarinos”, antecipa.

O frevo, patrimônio imaterial da humanidade, tem espaço destacado. Os bate-papos mediados pelo jornalista, crítico musical, pesquisador e escritor Carlos Eduardo Amaral, prometem uma imersão no ritmo ao reunir maestros, compositores, arranjadores e cantores.

De acordo com o mediador, a  proposta é atualizar as discussões sobre as três grandes vertentes do frevo. “A intenção é instigar os participantes a responderem questões como: há novos e autossustentáveis caminhos para o frevo de rua, fora das ruas? O frevo de bloco pode passar a cantar o presente e o futuro, em vez do passado? O frevo-canção voltará a ter intérpretes que o façam cair nas graças do povo, pelo menos em Pernambuco? “, assegura. Carlos Eduardo Amaral é autor dos livros Clóvis Pereira, no reino da pedra verde; Maestro Formiga: frevo na tempestade; Getúlio Cavalcanti: o último regresso e Jota Michiles: Recife, manhã de sol, todos pela Cepe Editora.

Climério Santos, músico, compositor, professor e escritor, mediará as rodas de conversas que terão como tema o maracatu e o caboclinho, duas fortes expressões da cultura popular de tradição centenária, patrimônios do Brasil.  Momento único para entender a história, musicalidade e resistência de importantes agremiações pernambucanas –  como o Maracatu Leão Coroado, o  mais antigo em atividade no Brasil, ou o Caboclinho Canindé, no alto dos seus 124 anos de existência – pelo depoimento de seus mestres.

Veja abaixo a programação:

Dia 9 de fevereiro

10h – Oficina

Fantasia e adereços, com a Família Pernambuco

12h – Cineminha

Sete Corações (Direção Dea Ferraz)

15h – Bate-papo

Maestros, arranjos e orquestrações. Com os maestros Duda, Formiga e Marcos FM. Mediação de Carlos Eduardo Amaral

17h – Atração Infantil

A bandinha

19h – Roda de Ritmos – Frevo

Com  Leone Correia, Lourdinha Nóbrega, Milla Bigio e Nadja Ribeiro. Mediação de Climério Santos.

21h – Show

Spok Quinteto

Dia 10 de fevereiro

10h – Oficina

Estandarte e flabelo com a Família Pernambuco

12h – Cineminha

Que baque é esse? (Direção de Climério Santos e Nilton Pereira)

15h – Bate-papo

Compositores, inspirações e evocações – Com ‎Jota Michiles e Getúlio Cavalcanti. Mediação de Carlos Eduardo Amaral

17h – Atração Infantil

Mergulho na folia. Com Ylana Queiroga e banda.

19h – Roda de Ritmos – Maracatu

Karen Aguiar (Maracatu Leão Coroado), Bernardino José (Maracatu Nação Pernambuco), Chacon Viana (Maracatu Porto Rico). Mediação de Climério Santos.

21h – Show

Alessandra Leão e o Bloco Ilusão

Dia 11 de fevereiro

10h – Oficina

Danças de Pernambuco, com a Família Pernambuco

12h – Cineminha

Caboclinho (Inventário Nacional de Referência Cultura)

15h – Bate-papo

Intérpretes, mensageiros e foliões. Com Claudionor Germano, Nonô Germano e Nena Queiroga. Mediação de Carlos Eduardo Amaral

17h – Atração Infantil

Bloco do Neném. Com Mari Bigio e banda.

19h – Roda de Ritmos – Caboclinho

Com Iaci Silva (Caboclinho Canindé do Recife), Eliel Fernando (Caboclinho Tupinambá de Goiana), Guedes Montalvos (Caboclinho Canindé do Recife) e Paulinho 7 Flexas (Caboclinho Sete Flexas). Mediação de Climério Santos.

21h – Show

Almério.

SERVIÇO:

Edição de Carnaval do Circuito Cepe de Cultura

Quando:  09 a 11 de fevereiro

Onde:  www.circuitoculturalpernambuco.com.br