Ceclin
abr 18, 2017 0 Comentário


Cineclube Avalovara promove sessão especial neste domingo (23)

Cine Avalovara

Como toda data comemorativa merece uma festa, o Cineclube Avalovara anuncia a programação da sessão especial dos 4 anos de existência com uma bela festa em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. A comemoração iniciará neste domingo (23) com a exibição de “Mãe só há uma” (Anna Muylaert, 2016), que foi gentilmente cedido pela própria diretora. Reconhecida como uma das diretoras brasileiras mais renomadas na atualidade, seu longa “Que horas ela volta?” (2015), protagonizado por Regina Casé, foi premiado em Berlim (ALE), Sudance (EUA) e escolhido para representar o Brasil na disputa do Oscar 2016. Anna é a segunda diretora, nos últimos 30 anos, com um filme indicado pelo Ministério da Cultura para representar o Brasil na premiação do Oscar.

A segunda parte da festa será regada com muito som, contando com três atrações musicais. Juliano Holanda será o responsável pela primeira apresentação. Em toda a sua excelência, o artista já é uma das peças fundamentais da cena musical pernambucana. “São mais de 100 composições gravadas, participações em mais de 50 discos e milhares de palcos pisados. Por trás de arranjos, canções, artistas e projetos representativos de um Pernambuco musical contemporâneo, Juliano Holanda é quase onipresente. Solicitado letrista, compositor, arranjador, produtor musical e instrumentista, prefere não se fazer ver. Mas sabe bem como se fazer ouvir”. Em 2015, assinou a trilha sonora da minissérie “Amorteamo”, exibida na Rede Globo; e dentre os tantos trabalhos – todos – significativos, estão suas atuações como guitarrista da Orquestra Contemporânea de Olinda e da lendária Ave Sangria, e como eventual baixista da Mundo Livre S/A; além de vir se destacando como um exímio articulador da nova geração de músicos pernambucanos, em parcerias com nomes como Isadora Melo, Zé Manoel, Thiago Martins e Almério.

folder amarelo 4 anos cc avalo

Logo em seguida, a estreante Rua Aurora, nascida em março de 2017 e jovem também em sua composição. São seis integrantes, de 18 a 22 anos: Joyce Alane, Afonso Maciel, Henrique Viana, Kleivinho Oliveira, Matheus Andrade e Matheus Barcelos. Apesar da idade, alguns integrantes já passaram por outros projetos musicais, e a Rua Aurora vai se manifestando com experiência e maturidade típicas de quem sabe o que faz e por que existe. Autoral, possui mais de 20 músicas compostas até o momento, mescla vários gêneros (Indie rock, MPB, Pop Rock, Reggae, etc) e já está encaminhando a gravação de um clipe e do primeiro álbum ainda para este primeiro semestre de 2017, esta será a primeira apresentação pública da banda.

Por fim, a Orquestra Vitoriense de Música Experimental (OVME), que surgiu e foi se organizando entre 2011 e 2014, em Vitória de Santo Antão, com a proposta de criar canções e não canções que dialoguem com a realidade da cidade, sua história e seu imaginário. A orquestra mescla música regional, jazz, blues, afrobeat, frevo e cantoria, com inserções poéticas. A formação atual conta com Dennis Anderson, Luann Ribeiro, João Ricardo, Pedro Cardoso e Rildo de Deus.

A sessão especial de aniversário conta com o apoio da Anilina Produções e Soluções Criativas, Canal Tapacurá, Federação Pernambucana de Cineclubes (FEPEC), Instituto Histórico e Geográfico da Vitória de Santo Antão (IHGVSA), Oliveira Transportes, Think Collection e apoiadores da campanha de financiamento coletivo do Pague Pra Ver.

SERVIÇO

Data e Hora: 23/04/2017 (dom.) a partir das 16h

Classificação indicativa: 16 anos

Local: Silogeu do Silogeu do IHGVSA, na Matriz de Vitória de Sto. Antão/PE

Entrada franca (sujeito à lotação).

 

PROGRAMAÇÃO

16h – “Mãe só há uma” (Anna Muylaert, 2016)

17h40 – Juliano Holanda

18h30 – Rua Aurora

19h20 – Orquestra Vitoriense de Música Experimental (OVME).